Arquivo da categoria: Televisão

Personagem de “A Grande Família” vira evangélica, mas cai na bebida

A personagem Lurdinha pagou pelos crimes que cometeu no seriado “A Grande Família”, da Globo, e voltou da prisão diferente, tão diferente que a família Silvia não conseguiu acreditar na mudança.

Lurdinha (Maria Clara Gueiros) se tornou evangélica na prisão e a família concordou em dar uma nova chance à ela permitindo que ela trabalhasse como empregada. Ao longo do episódio exibido na quinta-feira (22) a empregada mostrou que é uma nova pessoa, fazendo todo o trabalho da casa e provando que merece o voto de confiança de seus patrões.

Mas Agostinho (Pedro Cardoso) não estava convencido da conversão de Lurdinha e resolveu testá-la oferecendo bebida. A empregada relutou, mas acabou cedendo e bebeu muito, voltando a cometer alguns crimes: roubou a televisão da casa e o carro de Bebel (Guta Stresser).

Depois que acordou da ressaca, Lurdinha percebeu que pisou na bola e resolveu pedir desculpas a todos. Arrependida, ela conseguiu convencer a família Silva a lhe dar uma nova chance e continuou trabalhando na casa.

Essa não é a primeira vez, e ao que parece não será a última, que personagens de novelas e seriados da Rede Globo se convertem, mas continuam com personalidade duvidosa. Ano passado em Avenida Brasil, a atriz Paula Burlamaqui interpretou Dolores, uma ex-atriz pornô que mesmo após a conversão tirou a roupa em frente a seu ex-marido. Confira o trecho do programa na íntegra aqui.

Fonte:GospelPrime

Anúncios

Apesar das recentes polêmicas, Rachel Scheherazade renova contrato por mais 4 anos com o SBT

A jornalista evangélica Rachel Scheherazade, que recentemente causou polêmica com seus comentários sobre os “justiceiros” que prenderam um suposto assaltante nu a um poste na zona sul do Rio de Janeiro, renovou essa semana seu contrato com o SBT.

Scheherazade chegou à emissora como uma contratação pessoal de Silvio Santos, mas a repercussão de suas opiniões transmitidas pelo telejornal que apresenta iniciou uma polêmica nacional, motivando uma representação contra o SBT no Ministério Público e até mesmo a censura de opiniões nos programas jornalísticos da emissora.

Nas últimas semanas, a jornalista chegou a negociar sua saída para a Band, mas reuniões com a cúpula do SBT ao longo dessa semana culminaram na renovação de seu contrato. Após reunião com o vice-presidente José Roberto Maciel e o diretor de programações, Leon Abravanel, seu contrato foi renovado por mais 4 anos.

– A proposta da Band me deixou dividida quanto ao meu futuro, mas não foi adiante. Não senti segurança no projeto que eles tinham para mim na emissora. Não ficou claro onde iria atuar: se faria bancada com o Boechat, se iria para o Café com Jornal, ou se estaria junto com o Boris Casoy. Diante das incertezas, achei melhor optar por não trocar de casa – afirmou a jornalista.

– Estou feliz em renovar com o SBT. Desejo que essa parceria possa ser duradoura e produtiva – afirmou Rachel.

Rachel comentou também sobre a censura de opiniões que ainda vigora nos telejornais do SBT, e afirmou que o próprio Silvio Santos lhe garantiu que essa situação será revertida em breve.

– É interesse da emissora que as opiniões voltem. Não sei se após as eleições, eles não me falaram de prazo. Mas o próprio Silvio Santos me falou que eu ficasse tranquila, pois as opiniões irão voltar. Acho que ele fala sério, afinal o sucesso do SBT Brasil e o diferencial do programa são exatamente as opiniões dos âncoras. O Joseval Peixoto também sente falta – afirmou a jornalista, em entrevista à revista Veja.

– Eles estão pensando num programa que aborde temas polêmicos e que possa trazer opiniões conflitantes de especialistas e também de leigos, mostrando uma variedade de pontos de vista. A conclusão do programa traria a minha opinião. Mas nada está definido. Acredito que, com o contrato assinado, vamos sentar para pensar o programa. Cada coisa ao seu tempo – completou.

Por Dan Martins | Fonte:Gospel+

Igreja Universal arrenda 22 horas diárias da programação da CNT; Emissora deverá demitir 100 funcionários

A Igreja Universal acertou a locação de quase toda a grade de programação do canal CNT e o resultado da transação será a demissão de mais de 100 funcionários da emissora. A denominação do bispo Edir Macedo já ocupava 11 horas diárias do canal, e agora, passa a veicular seus programas 22 horas por dia.

A negociação para ampliação dos horários da Universal na CNT já vinham acontecendo há algum tempo, mas os valores do negócio não foram revelados pelas partes. A locação de 22 horas diárias foi estratégica, pois a emissora não poderia repassar as 24 horas porque isso configuraria “venda de concessão”, o que é crime.

Segundo informações do jornalista Ricardo Feltrin, agora a Igreja Universal transmite 1.700 horas por mês de programas religiosos em seis emissoras de sinal aberto: Record, RedeTV!, Gazeta, Band, Canal 21 e CNT. As três últimas passaram a ser ocupadas pela denominação após a falta de pagamento da Igreja Mundial do Poder de Deus, liderada pelo apóstolo Valdemiro Santiago, desafeto de Macedo.

“Não há hoje nenhuma legislação que proíba essa operação, mas a igreja não poderia comprar as 24 horas da CNT. Isso configuraria venda da concessão, já que não é permitido que alguém receba uma concessão pública de uma emissora de rádio ou TV (VHF ou UHF) e revenda integralmente a terceiros. Uma lei ‘caduca’ dos anos 60 até proíbe que uma emissora tenha mais de 25% de sua grade em publicidade, e também veta a venda de horários a terceiros, mas essa lei é ignorada há décadas”, escreveu Feltrin em sua coluna Ooops no portal Uol.

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Evangélicos lançam campanha de boicote à novela Meu Pedacinho de Chão, da TV Globo; Personagens seriam alusão à umbanda

A novela Meu Pedacinho de Chão, exibida pela TV Globo na faixa das 18h00, está sendo alvo de uma campanha de boicote por parte dos evangélicos. Nas redes sociais, um texto que associa a novela às religiões afro tem sido compartilhado por milhares de usuários.

O folhetim escrito por Benedito Ruy Barbosa adota um estilo fantasioso, e um dos principais personagens, o Coronel Epaminondas (Osmar Prado) é tratado pelo apelido, “Epa”, que seria uma alusão à saudação Epa Babá ao Orixá Oxalá, considerado um dos mais reverenciados na umbanda.

Ainda de acordo com a publicação original no Facebook, o local onde a trama se passa – a cidade fictícia de Vila de Santa Fé – seria uma representação de um terreiro: “Descobri que a Vila de Santa Fé [cidade fictícia da novela] é um terreiro e que os nomes dos personagens são de umbanda”, escreveu a autora do post, Dayhendra Alves.

Para a internauta autora da campanha, os personagens representam mensagens subliminares e são uma apologia às religiões de matriz africana “[O personagem] Serelepe: seus sinônimos são gay, excitado, inquieto, danado, caxinguelê, conhecido na umbanda como Joãozinho, Saci Pererê, Negrinho do Pastoreio e Serelepe da Umbanda (sapeca adora balas e doces). Pituca: Boneca Pituca, esoterismo e ocultismo, famosa mãe de santo, e filha de orixá; Viramundo/Giramundo: exu; Gina: famosa mãe de Santo, a voz de Oyá, Yansã e Ruy de Ógún, está representando o lesbianismo; Amaância: filha de Oxúm; Dona Tereza: Cigana, Oxum Panda, Cabocla. No grego significa Seifera e Caçadora; Tuim: santo, saudação de umbanda; Mãe Benta: mãe de santo; Catarina: mãe de santo; Rodapé: pé que gira; Pedro Falcão: Falcão, povo das águas, Oxum; Tem um senhor que vive de chapéu fumando cachimbo com bengala na mão. Esse vocês já sabem”, relatou Dayhendra.

Os usuários não demoraram a manifestar incômodo com as afirmações da internauta, e aderiram á campanha: “É verdade, eu também me incomodo muito com essa novela, acho ridículo os figurinos, a forma que eles falam, sei lá, sinto um negócio estranho só de ver as propagandas”, comentou Eucler Novato.

“Desde que via os comerciais de anúncio da novela vi logo que estava cheia de ocultismo e o foco era as crianças”, assegurou Aline Aiara Santiago de Araújo.

Para a usuária Luana Ramos, Meu Pedacinho de Chão não é uma exceção: “Meu Deeeus! Heeita glóória… Ainda bem que eu não assisto novela, e nem a Globo… As programações são toodas consagradas, principalmente as novelas!”.

A autora da campanha conclui sua convocação ao boicote pedindo proteção: “Que o Senhor Jesus nos lave com seu poderoso sangue e abra nossos olhos!”.

De acordo com informações do site Notícias da TV, a Federação de Umbanda do Brasil optou por não comentar o teor do texto da campanha de boicote à novela, e a TV Globo assegurou que Meu Pedacinho de Chão “não é inspirada na umbanda e não faz nenhuma referência a ela”.

Boicotes de evangélicos

Na era das redes sociais, essa não é a primeira vez que evangélicos se juntam em boicote a uma novela da TV Globo. Recentemente, Salve Jorge – escrita por Glória Perez – se tornou alvo de uma maciça campanha contrária, iniciada por fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus.

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Cláudio Duarte fala sobre casamento e sexualidade no Ratinho

O pastor Claudio Duarte esteve no “Programa do Ratinho” nesta quinta-feira (24) participando do quadro “Dois Dedos de Prosa”.

Essa foi a segunda vez que o pastor evangélico esteve na atração do SBT falando principalmente de sexo e família, mostrando como deve ser o relacionamento de acordo com a Bíblia.

Logo no começo da conversa, Duarte deixou claro ao apresentador Carlos Massa que só fala sobre sexo e casamento nas palestras, e não nos cultos.

Ao longo do programa o pastor respondeu perguntas da produção, dos telespectadores e da plateia do programa, sempre se baseando na Bíblia para solucionar as dúvidas apresentadas.
Uma delas foi a respeito das fantasias sexuais. “Eu não vejo restrição nenhuma nas fantasias, desde que o objeto de desejo seja o corpo do cônjuge”, afirmou.

Outra dúvida levantada foi se o sexo oral é pecado. “Tem um texto em I Pedro 3:7 que diz que você deve se relacionar sexualmente com sua mulher com entendimento. No meu posicionamento sexo oral é entre você e sua mulher e ninguém tem nada a ver com isso”, disse ele.

Ratinho deixou claro que o tema do programa seria sexo por ser um tema polêmico que dá ibope. Inclusive ele comentou que a primeira participação de Cláudio Duarte no programa foi um sucesso.

O pastor também precisou responder a respeito da relação homossexual. Ao falar que todos os seus conselhos são bíblicos, Cláudio Duarte afirmou que sim, a relação homossexual não é aceita, mas que isso não lhe dá permissões para agredir moralmente os homossexuais.

“A Bíblia me orienta a não aceitar [a prática homossexual]. Isso não me dá direito de segregar ninguém, de usar palavras pejorativas, de diminuir as pessoas. Só que, como eu estou baseado biblicamente, não aceito”, afirmou.

Ainda sobre o tema, ele falou que como pastor ele entende que todas as pessoas precisam ter um encontro com Cristo, e depois desse encontro as pessoas entenderão o que é certo e o que é errado.

Assista o programa completo:

Fonte:GospelPrime

Silvio Santos fala que sexo antes do casamento é pecado

No “Programa Silvio Santos” do último domingo (20) o apresentador Silvio Santos brincou que irá se sentar no trono do Templo de Salomão, da Igreja Universal, para dar conselhos.

Sua filha, a apresentadora Patrícia Abravanel, pediu então um conselho se ela deve se casar antes ou depois do nascimento de seu primeiro filho, Pedro, fruto do namoro com o deputado federal Fábio Faria.

Silvio Santos respondeu a pergunta falando que sexo antes do casamento é errado. “Como você já pecou você deve casar o mais rápido possível, o que seria muito melhor”, disse ele.

Mesmo em tom de brincadeira o dono do SBT usou argumentos que seguem os princípios bíblicos ao afirmar que o homem e a mulher devem se manter virgens até o casamento, pois isso evita que haja comparações com parceiros sexuais anteriores, evitando assim o fim do relacionamento.

“Quando a mulher sai com outros homens, quando ela casa e o marido não é o que ela encontrou nos outros homens, ela fica frustrada e abandona o marido. Se ela não conhecer outros homens antes, ela não vai conhecer o sexo antes ela vai ficar satisfeita e o casamento vai durar”, disse ele.

Patrícia, que já foi pastora evangélica, achou a declaração do pai machista e perguntou se os homens também devem se casar virgens. A resposta de Silvio Santos foi a mesma, dizendo que o casal deve permanecer virgem até o casamento para evitar frustrações sexuais e separações.

“O casamento foi feito para que homem e mulher, virgens, se unam e se conheçam no sexo e no decorrer do casamento sejam próximos, sejam comparsas”, afirmou.

Voltando a brincar, Silvio Santos falou que porque muitas pessoas estão fazendo sexo antes do casamento o diabo está querendo comprar mais terreno pro inferno, declaração que fez a plateia do programa dar muita risada.

Assista:

Fonte:GospelPrime

Marco Feliciano fala sobre homossexualidade e política no Agora é Tarde

O pastor Marco Feliciano, deputado federal pelo Partido Social Cristão de São Paulo (PSC-SP), voltou à mídia nesta quarta-feira (23) após deixar a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

Feliciano participou do programa “Agora é Tarde”, apresentado pelo polêmico humorista Rafinha Bastos. Logo que anunciou sua participação milhares de internautas se dividiram sobre o pastor conceder ou não conceder a entrevista a Rafinha. Muitos internautas acreditavam que o humorista poderia prejudicar a imagem do pastor com suas piadas de dúbio sentido.

Ainda assim, a participação do líder da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento não causou constrangimentos. Feliciano falou sobre os temas recorrentes e fez algumas revelações sobre sua vida pessoal.

Rafinha iniciou a entrevista questionando o parlamentar sobre o sumiço na mídia. Para o pastor o que houve foi uma tentativa de usá-lo como bode expiatório, mas como não tiveram resultado, quando a imprensa parou de falar sobre sua estada na CDHM, Feliciano diz que houve as grandes manifestações no Brasil contra o Governo.

O apresentador também questionou Feliciano se sua rejeição na CDHM não teria sido motiva por suas posições polêmicas. Para Feliciano esta rejeição é de um grupo minoritário que representa 3% da nação, enquanto que 90% da população manifestava apoio às suas opiniões.

Rafinha Bastos questionou Feliciano sobre sua opinião quanto a homossexualidade e afirmou que o Movimento LGBT “extrapola as vezes até para mostrar sua causa de maneira mais veemente”.

“A conclusão que eu cheguei é que o homossexual em si é um fenômeno de comportamento. A pessoa não nasce, porque não existe o gene gay, a ciência não conseguiu descobrir até hoje. Então é um fenômeno comportamental. O próprio movimento chama de orientação sexual. Se é uma orientação pode haver uma reorientação ou até uma desorientação”, comentou o parlamentar.

Para o pastor o único profissional que poderia estudar o comportamento homossexual é o psicólogo, porém no Brasil o Conselho Federal de Psicologia proíbe os profissionais da área de abordarem o tema.

Para a surpresa do público evangélico o apresentador chegou a citar passagens bíblicas que tratam sobre a questão da homossexualidade. Rafinha Bastos lembrou a passagem em Apocalipse sobre os que entrarão no reino dos céus citando os afeminados como sendo aqueles que serão impedidos.

O apresentador encerrou a participação de Feliciano em um quadro onde o parlamentar deveria escolher aquelas pessoas que ele coligaria e aquelas que ele não concorda com a opinião e por isso não coligaria.

Marco Feliciano disse que não coligaria com a presidente Dilma Rousseff. Apesar de não explicar os motivos Feliciano tornou-se um crítico do Governo por considerar que foi usado pelo mesmo como bode expiatório. Nas eleições de 2010, Feliciano chegou a fazer campanha em favor do Partido dos Trabalhadores.

Ao apresentar a ex-ministra Marina Silva o parlamentar também rejeitou uma possível coligação, pois para ele Marina traiu os princípios cristãos. O parlamentar lembrou que em 2010 a candidata Marina Silva conquistou mais de 20 milhões de votos, sendo uma surpresa nas eleições presidenciais, mas acabou não opinando sobre questões morais. Marco Feliciano também lembrou que durante a participação da ex-senadora no programa Roda Viva ela acabou dando uma resposta dúbia sobre o criacionismo. Na época Feliciano chegou a publicar um artigo criticando Marina Silva.

Entre outras personalidades o parlamentar disse que coligaria com a jornalista do SBT, Rachel Sheherazade, âncora do telejornal “SBT Brasil” que se envolveu em uma polêmica após defender a ação de cidadãos no Rio de Janeiro contra um bandido.

Para Feliciano a jornalista é uma das poucas vozes que representam o pensamento da sociedade. Sheherazade foi proibida de expressar opiniões após perseguição política sofrida pelo SBT.

Rafinha Bastos também criticou a censura à jornalista e disse que a jornalista representa o pensamento de muita gente.

Assista:


Fonte:GospelPrime

Edir Macedo terá vida contada no cinema

Edir Macedo terá vida contada no cinema

A Igreja Universal do Reino de Deus e a Rede Record planejam contar a vida de Edir Macedo em um longa metragem que será exibido nos cinemas brasileiros.

Edir Macedo lança ainda este ano a terceira e última parte de sua biografia, Nada a Perder, as duas primeiras edições bateram recordes de venda em diversas partes do mundo e se tornaram best seller no Brasil.

O roteiro do filme terá as três edições do livro como base, contando desde a conversão de Macedo, passando pela fundação da Igreja Universal do Reino de Deus, a compra da Rede Record e a expansão do ministério que hoje está presente em mais de 150 países.

O filme será uma produção da Record Entretenimento e deve custar cerca de 5,1 milhões para ficar pronto. O orçamento é tão alto quanto a expectativa do retorno obtido com a produção, pois de acordo com o site “Notícias da TV” a intenção é colocar o filme entre os dez mais vistos de toda a história do cinema nacional.

A megaprodução já começou a ser desenhada e a Record já tem alguns nomes de atores que poderão fazer parte deste projeto. O ator Wagner Moura está sendo cotado para fazer o papel principal do filme que deve estrear em 2016.

O diretor do filme Tropa de Elite, José Padilha, chegou a ser chamado para dirigir o filme, mas se recusou alegando falta de tempo por conta de outros compromissos assumidos.

A Record Entretenimento deve fechar a ficha técnica antes da inauguração do Templo de Salomão, previsto para junho deste ano, para iniciar as gravações do longa.

Fonte:GospelPrime

Rachel Sheherazade pode ganhar programa de opinião no SBT

Em entrevista ao jornal O Globo a jornalista Rachel Sheherazade afirmou que pode ganhar um programa de caráter opinativo e informativo. A decisão de não deixar que os âncoras do “SBT Brasil” opinem partiu da direção da emissora diante da pressão política.

“Tivemos uma reunião com a cúpula da emissora, e essa solução nos foi apresentada para proteger a minha imagem profissional”, disse a jornalista que entendeu a mudança adotada pelo canal.

Apesar dos descontentamentos com as opiniões da jornalista, a audiência do jornal cresceu e houve também aumento de anunciantes. “A fórmula de reunir, em um único produto, notícias e opiniões foi um sucesso. Mas, a televisão é um mundo em constante movimento. É preciso estar preparado e aberto a toda mudança”, disse.

Sheherazade foi contrata pelo SBT justamente por conta de seus comentários que a destacaram quando ela trabalhava na transmissora do SBT em João Pessoa (PB). Há três anos Rachel e sua família se mudaram para São Paulo para que ela pudesse trabalhar na sede do SBT como âncora do principal telejornal da emissora.

Com a mudança Rachel e o jornalista Joseval Peixoto só poderão ler os editoriais escritos pela equipe, representando a opinião da emissora diante das notícias. Rachel afirma que ficará muito à vontade para cumprir esse novo papel, pois esta também é uma função do âncora.

Mas apesar de não deixar sua opinião no ar, ela continuará sendo um profissional de opinião. “A forma de um jornal não muda a essência do seu jornalista. Continuo sendo uma profissional independente, corajosa e de opinião”.

Pressão política

A decisão da emissora não foi tomada a pedido do público e nem dos anunciantes. Sheherazade deixa claro que nunca foi pressionada pelos telespectadores, mas sim por partidos políticos.

“Não houve pressão dos anunciantes. A única pressão foi política, vinda de dois partidos PSOL e PCdoB, que ingressaram com representações contra minhas opiniões na TV aberta”, disse.

Os deputados federais Ivan Valente e Jandira Feghali, ambos do PSOL, pediram o afastamento da jornalista da TV por conta de uma opinião dada por ela ao comentar o caso do jovem infrator que foi preso em um poste no Rio de Janeiro por “justiceiros”.

Sheherazade disse que era compreensível a atitude da população diante da falta de ação do Estado em barrar a violência, mas para os deputados a jornalista fez apologia ao crime.

Fonte:GospelPrime

SBT veta opiniões de Rachel Sheherazade em telejornal

Depois de 15 dias longe da bancada do SBT Brasil, a jornalista Rachel Sheherazade voltou a ocupar o posto de âncora, mas sem tecer comentários.

Proibir a jornalista de emitir opinião foi a decisão tomada pela direção do SBT para evitar novos conflitos. Agora as opiniões expressadas no jornal não serão mais de responsabilidade dos apresentadores, mas sim textos editoriais que serão de responsabilidade do canal, mas lidos pelos jornalistas.

A mudança foi anunciada pela empresa de Silvio Santos nesta segunda-feira (14) através de um comunicado oficial: “Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial. Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil”.

Sheherazade tem sido criticada por conta de um comentário que ela teceu sobre os “justiceiros” do Rio de Janeiro que amarraram um menor infrator nu em um poste. A jornalista disse que entendia a sede de justiça da população que foi abandonada pelo Estado.

As palavras de Rachel Sheherazade foram interpretadas de diversas formas e alguns deputados iniciaram na Câmara um pedido para negar a verba de publicidade do governo para a emissora, dizendo que a apresentadora do SBT Brasil estava fazendo apologia ao crime.

Fonte:GospelPrime