Arquivos do Blog

Personagem de “A Grande Família” vira evangélica, mas cai na bebida

A personagem Lurdinha pagou pelos crimes que cometeu no seriado “A Grande Família”, da Globo, e voltou da prisão diferente, tão diferente que a família Silvia não conseguiu acreditar na mudança.

Lurdinha (Maria Clara Gueiros) se tornou evangélica na prisão e a família concordou em dar uma nova chance à ela permitindo que ela trabalhasse como empregada. Ao longo do episódio exibido na quinta-feira (22) a empregada mostrou que é uma nova pessoa, fazendo todo o trabalho da casa e provando que merece o voto de confiança de seus patrões.

Mas Agostinho (Pedro Cardoso) não estava convencido da conversão de Lurdinha e resolveu testá-la oferecendo bebida. A empregada relutou, mas acabou cedendo e bebeu muito, voltando a cometer alguns crimes: roubou a televisão da casa e o carro de Bebel (Guta Stresser).

Depois que acordou da ressaca, Lurdinha percebeu que pisou na bola e resolveu pedir desculpas a todos. Arrependida, ela conseguiu convencer a família Silva a lhe dar uma nova chance e continuou trabalhando na casa.

Essa não é a primeira vez, e ao que parece não será a última, que personagens de novelas e seriados da Rede Globo se convertem, mas continuam com personalidade duvidosa. Ano passado em Avenida Brasil, a atriz Paula Burlamaqui interpretou Dolores, uma ex-atriz pornô que mesmo após a conversão tirou a roupa em frente a seu ex-marido. Confira o trecho do programa na íntegra aqui.

Fonte:GospelPrime

“CSI: Jesus de Nazaré” – Em livro, médico reconstitui cena da crucificação e detalha “agonia prolongada”

Crime Scene Investigation (CSI) é uma série de TV que mostra a reconstituição de uma cena de crime para tentar entender como aconteceu a morte da vítima e achar os culpados. A mesma premissa foi usada pelo médico legista espanhol José Cabreras, que lançou um livro intitulado CSI: Jesus de Nazaré – O crime mais injusto.

Na obra, Cabreras faz uma análise legista, judicial e criminológica da morte de Jesus, usando documentos da época, relatos do Novo Testamento e imagens do Santo Sudário, tecido no qual supostamente Jesus teria sido envolvido para o sepultamento.

Cabreras diz que “o público se aproximará da descoberta da figura de Jesus” a partir de seu livro, e assim, poderá compreender seus momentos finais de vida. O autor destaca ainda que, como “ninguém jamais desmentiu” a autenticidade do Santo Sudário, a peça possui valor primordial para o tipo de análise que ele se propôs a fazer.

A análise feita pelo cientista forense revelou que a coroa de espinhos colocada em Jesus seria, na verdade, um capacete, que teria resultado em ferimentos por todo o couro cabeludo.

Jesus teria sofrido uma fratura na cartilagem do nariz, causada por um golpe, segundo José Cabreras, que diz ter indícios de que o ombro direito dele ficou esfolado por conta do esforço de carregar a parte horizontal da cruz, chamada de patíbulo, e que chega a pesar 50 quilos.

O castigo imposto pelos soldados romanos, chamado flagelum – por conta do chicote com pontas feitas com bolas de chumbo –, resultaram em aproximadamente 300 chicotadas, o que teria quebrado diversas costelas de Jesus.

As quedas no trajeto conhecido como Via Dolorosa teriam esfolado os dois joelhos de Jesus até o osso. Já no Calvário, os pregos usados para prendê-lo à cruz atravessaram os pulsos, através dos ossos do antebraço. Já nos pés, apenas um prego foi usado, prendendo um sobre o outro pela parte mais larga, próximo aos dedos.

O médico legista reforça a informação histórica de que a maioria dos condenados à cruz eram amarrados, e não pregados, já que o custo para uma crucificação como a de Jesus era maior. Em “ocasiões especiais”, os soldados usavam pregos para prender o condenado.

Segundo Cabreras, o golpe de lança descrito nos Evangelhos atravessou o coração de Jesus de baixo para cima. A água que as testemunhas viram verter a partir do ferimento era na verdade uma espécie de soro que se forma “ao redor do coração quando a agonia se prolonga” por muito tempo, disse o médico.

De acordo com informações da agência Europa Press, a crucificação de Jesus violou duas leis vigentes à época: a romana e a judaica. “Pilatos, na verdade, não tinha nenhum elemento objetivo para condenar Jesus. Só o condenou por razões políticas”, concluiu.

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Pastor evangélico teria previsto o terremoto e tsunami no Chile; Assista

No início do mês de abril, um grande terremoto atingiu a costa norte do Chile. Com magnitude de 8,2 graus o tremor de terra resultou também em uma série de deslizamentos de terra e gerou um tsunami que causou a morte de pelo menos cinco pessoas. Segundo o site Acontecer Cristiano, a tragédia foi profetizada por um pastor evangélico.

Após o terremoto, um vídeo de um programa de TV ganhou destaque na internet por mostrar o pastor evangélico Javier Soto afirmando que Deus revelou a ele que aconteceria um grande terremoto e um tsunami no país.

Na entrevista, que foi gravada antes do terremoto, o pastor afirma que o Chile será acometido por grandes desastres naturais caso seja aprovada a lei “Acuerdo de Vida en Pareja” (“Acordo de vida em casal”, em tradução livre), que tem como objetivo regulamentar a união civil de casais homossexuais.

Apesar de o terremoto ter sido forte e ter causado uma grande destruição, um geofísico da Caltech em Pasadena, na Califórnia, afirmou à CNN que “esta magnitude de 8,2 não é o grande terremoto que estávamos à espera nesta área”. Segundo ele, os cientistas ainda esperam um tremor de terra inda mais forte na região.

– Nós não sabemos quando isso vai acontecer, mas isso vai acontecer – afirmou.

Assista ao vídeo (em espanhol):

Por Dan Martins | Fonte: Gospel+

Novo programa do humorista Marcelo Adnet na Rede Globo faz sátira com Jesus Cristo

O novo programa do humorista Marcelo Adnet, o “Tá no Ar: a TV na TV” da Rede Globo, estreou na última quinta feira e apostou na sátira como forma de humor. Entre os alvos das piadas dos humoristas que compõe o quadro do programa estão inclusos programas de outras emissoras, comerciais de TV, o sucesso da “Galinha Pintadinha” e até mesmo Jesus Cristo.

O programa foi dividido em esquetes rápidas, algumas com apenas 30 segundos, em que cada uma delas fazia piada com um tema diferente.

As sátiras religiosas começaram com o “clipe da Galinha Preta Pintadinha”, que fez trocadilhos com o personagem infantil que está fazendo um grande sucesso atualmente. Uma galinha preta, que parece ter sido agredida, aparece cantando paródias de músicas infantis com trechos como “atabaque que bate, bate, atabaque que já bateu. Acendi vela para o santo, mas o santo não desceu” ou “macumba, macumbinha, vamos todos despachar, vamos dar ebó pro santo. Ebó pro santo vamos dar”.

As piadas com Jesus Cristo apareceram ao fim do programa, quando uma moça surge aliviada por terem feito piadas com as religiões afro-brasileiras e não terem satirizado sua religião.

– Ah, nossa eles tiraram o sarro da macumba. Ainda bem que não falaram mal da minha religião – afirma a moça, segundo o Yahoo! TV.

Então, aparece o personagem JC de Nazaré, uma referência clara a Jesus Cristo, cantando rap junto a seus companheiros, representando os apóstolos, e ao lado também de algumas odaliscas.

Além das piadas com religiões, os humoristas fazem também piadas com outros programas de TV, incluindo outras emissoras, e com comerciais que ficaram famosos. Entre eles o comercial que deram o nome de “Freebofe”, uma alusão à propaganda da Friboi com Roberto Carlos. No esquete humorístico, no lugar do cantor há um deputado que assume se tornado homossexual. A piada tem sido vista como uma crítica ao pastor e deputado Marco Feliciano, por relacionar a homossexualidade, tema que envolveu o deputado em uma série de polêmicas, a frases como “vou voltar para a comissão, e quando eu voltar vai acabar aquela zona lá”.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Rachel Sheherazade está com “dias contados” na TV

Cristã e conservadora, a jornalista Rachel Sheherazade não deve permanecer como âncora e comentarista do telejornal SBT Brasil. A informação do colunista do UOL, Ricardo Feltrin, é de que o SBT afastou Rachel por causa da pressão política e jurídica que vem recebendo.

Oficialmente, Rachel Sheherazade está em férias. Mas, como informou o colunista, ela já havia tirado férias em janeiro, ocasião na qual viajou a Paris e, de lá, participou de um hangout com o cantor Lobão para falar justamente do tema da liberdade de expressão no Brasil.

O SBT estaria sendo pressionado por comissões parlamentares e pela ameaça de perder mais de R$ 150 milhões em verbas publicitárias estatais. Com suas opiniões polêmicas sobre política e cultura, Sheherazade se tornou uma das vozes mais críticas ao governo Dilma.

Entenda o caso

As opiniões de Sheherazade sempre foram polêmicas. A mais controversa delas foi sobre a reação de populares no Rio de Janeiro que amarram um menor infrator a um poste. Para a jornalista, a reação dos populares é “compreensível” diante da ineficiência do Estado.

A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) fez representação junto à Procuradoria Geral da República(PGR) contra a jornalista. A deputada comunista solicita investigação, alegando que a âncora do ‘SBT Brasil” cometeu crime de apologia e incitamento à tortura e ao linchamento.

A representação foi aceita pela PGR. Além disso, Jandira Feghali e grupos de direitos humanos fazem pressão para que o SBT tenha suas verbas estatais suspensas até que o caso seja devidamente apurado e Rachel Sheherazade seja oficialmente afastada do programa.

Jornalista diz que Igreja Mundial estaria perdendo metade dos fiéis por causa de ausência na TV

A Igreja Mundial do Poder de Deus estaria atravessando um momento de perda de fiéis em seus cultos, e boa parte dos líderes que assessoram o apóstolo Valdemiro Santiago crê que seja efeito da ausência da denominação na TV.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, da revista Veja, “a turma de Valdemiro Santiago calcula que caiu pela metade a plateia de fieis nos cultos” desde que a Igreja Universal passou a ocupar os horários que antes eram locados pela Mundial em emissoras do Grupo Bandeirantes.

Até o final de 2013, a denominação de Santiago arrendava boa parte da programação do Canal 21 e ocupava as madrugadas da Band com a exibição de cultos e programas. Por conta de supostos desvios de dízimos e ofertas, a Mundial atrasou o pagamento dos aluguéis e a Igreja Universal fez uma proposta para ocupar seu lugar, o que foi aceito pela direção da Band.

Muito se especulou na mídia que a iniciativa da denominação liderada pelo bispo Edir Macedo era uma estratégia para recuperar fiéis que haviam migrado para a Mundial. Segundo Jardim, “surtiu efeito a estratégia de Macedo com o seu maior rival”.

Por Tiago Chagas | Fonte: Gospel+

Fim do Calendário Maia: pânico se espalha pelo mundo todo

Fim do Calendário Maia: pânico se espalha pelo mundo todo

Não importa o quanto os governos e especialistas desmintam a possibilidade de o mundo acabar dia 21 de dezembro, teorias divulgadas na Internet tem gerado pânico em vários lugares do mundo.
Até mesmo a NASA já desmentiu a possibilidade, mas muito se fala sobre o mítico planeta Nibiru, que poderia se chocar contra a Terra.
O pico Bugarach, uma montanha de 1.231 metros situada no sul da França, onde vivem 188 pessoas, é apontada como um dos únicos lugares seguros do mundo. O pequeno povoado, aos pés do maciço de Corbières e dos Pirineus, seria uma espécie de “pista de aterrissagem” para uma nave de extraterrestres. Segundo movimentos da Nova Era, eles poderão salvar algumas pessoas que estiverem no local. Embora o prefeito já tenha avisado que não quer “turistas apocalípticos”, há quem peça na internet 2,5 mil euros por barracas e tendas de campanha que podem ser instaladas nas florestas próximas ao refúgio e até mesmo a oferta de um “bunker” no local por 25 mil euros.
Segundo o relatório de 2010 da comissão francesa de luta contra as seitas, Miniviludes, “os adeptos do pico Bugarach propagaram diversas hipóteses ligadas às teorias apocalípticas: terremotos, tsunamis, inversão dos pólos magnéticos, aumento da atividade solar e a colisão com o planeta Nibiru”.
Ron Hubbard, que fabrica abrigos subterrâneos para sobrevivência de furacões, disse ter visto uma explosão no seu negócio. “Passamos de um por mês para um por dia”, disse. “Eu não tenho uma opinião formada sobre o calendário maia, mas quando os astrofísicos começaram a vir, comprar meus abrigos e me dizer para estar preparado para erupções solares, radiação, pulsos eletromagnéticos… Decidi que vou ficar debaixo da terra do dia 19 até o dia 23. é melhor me prevenir, caso algum deles esteja certo”. Os abrigos fabricados pela Atlas, empresa de Hubbard, devem ser enterrados a, no mínimo, 8 metros de profundidade e o mais barato sai por 15 mil dólares.
Na Rússia viu pessoas em Omutninsk, na região de Kirov, correndo para comprar querosene e suprimentos depois de um artigo de jornal, supostamente escrito por um monge tibetano, confirmou o fim do mundo para dia 21. Em Barnaul, perto das montanhas de Altai, os moradores compraram todas as lanternas e garrafas térmicas disponíveis no mercado.
Dmitry Medvedev, o primeiro-ministro russo, chegou a falar sobre a situação na TV, tentando acalmar a população.
Na China, que não tem um histórico de preocupação com o fim do mundo, testemunhou uma onda crescente de paranóia sobre o apocalipse desde o lançamento do filme “2012″, três anos atrás. Como o longa foi um sucesso na China, os telespectadores parecem ter assimilado a mensagem de que algo terrível ocorrerá com a humanidade. Na província de Sichuan, por exemplo, nos últimos dias houve uma corrida às lojas para se comprar velas. O motivo seria uma mensagem divulgada na rede social Sina Weibo (similar ao Twitter) sobre os “três dias de escuridão” que a Terra enfrentará a partir do dia 21. Em vários supermercados da região acabaram os estoques de velas.
Enquanto isso, no México, local da antiga civilização maia, esse “tempo do fim” está sendo encarado como uma boa oportunidade de lucro. O país divulgou que o turismo quase dobrou na região este ano e centenas de eventos serão realizados para comemorar o “apocalipse maia”.
Pedro Celestino Yac Noj, um sábio maia, afirma que apenas queimará sementes e frutos para marcar o fim deste calendário, em uma cerimônia especial. Mas ele explica: “O dia 21 é para dar graças e o 22 saúda um novo ciclo, um novo amanhecer.” Com informações de Telegraph.

Fonte:GospelPrime

 

Novela da Globo pode ter nome alterado para não desagradar o público evangélico

O crescimento do número de evangélicos pode fazer com que a Rede Globo altere o título da nova novela das 21h. Escrita por Glória Perez a trama foi batizada de “Salve Jorge”, mas para não desagradar o público que não crê no santo católico a novela poderá ter seu nome alterado.

São Jorge é um dos santos mais conhecidos do catolicismo no Brasil e o enredo terá muita ligação com a devoção a esse santo. A emissora carioca não pretende mudar a história, mas está pensando em um novo título para batizar a trama.

Mas o enfoque da atração que vai estrear no horário nobre não é fé, mas assuntos como tráfico de pessoas, tendo como ambiente o morro do Alemão, no Rio de Janeiro, e na Turquia (principalmente em Istambul e na Capadócia, onde São Jorge nasceu).

Quando começou a falar sobre seu novo projeto a autora tentou explicar o enredo da novela em seu Twitter: “A fé nele [São Jorge] existe e vamos mostrar: a fé na força que temos para vencer os dragões que a vida nos reserva”, disse Glória Perez.

Com informações MSN

Fonte: GospelPrime

Ao Cubo participa do Esporte Fantástico da Rede Record

Ao Cubo participa do Esporte Fantástico da Rede Record

O grupo gospel de rap Ao Cubo tem trabalhado na divulgação de seu novo Cd e DVD, Um por Todos, lançados no final de 2011. Uma das maneiras que tem feito isso é através de participações em diferentes programas de televisão. No final do ano passado, o Ao Cubo foi entrevistado pela TV Gazeta, de São Paulo.

Neste sábado (25), o Ao cubo fez uma participação no Esporte Fantástico, da rede Record. Apresentado por Mylena Ciribelli e Claudia Reis, o programa dedicou quase cinco minutos para falar da música e do clipe de “Nasci para Vencer”, que traz as participações especiais de Thaide e Priscila Alcântara. Além disso, fazem participação especial o jogador do Santos e da seleção Neymar e Serginho, levantador da seleção de vôlei.

O grupo foi entrevistado pelo repórter Alex Mendes, revelando curiosidades sobre a gravação do clipe. Falou também de sua paixão pelo esporte, pois todos os membros torcem pelo Corinthians. Mostrou sua relação com o jogador Neymar e também o envolvimento dos integrantes em projetos sociais na periferia.

Curiosamente, a edição do programa deixou de fora qualquer menção religiosa, preferindo tratar a música como um “rap da vitória”. Mesmo sendo um grupo gospel, a letra da música não faz referência direta a questões de fé.

Assista:
http://videos.r7.com/r7/service/video/playervideo.html?idMedia=4f48d86eb51a866fcdc63820&idCategory=69&embedded=true

Programas religiosos dão mais audiência que Carnaval


A Folha de São Paulo anunciou que a Rede Record marcou 14 pontos, contra 13 da Globo até as 0h40 da segunda-feira (20). A vitória da emissora de Edir Macedo ocorreu com a transmissão de um “resumo especial” dos primeiros episódios da minissérie “Rei Davi”.

A vitória na audiência mostrou o acerto dos diretores da emissora que tem ligação direta com a Igreja Universal do Reino de Deus. Trata-se de um fato inédito na TV brasileira.

Hoje, foram divulgados que os investimentos de SBT e Band para transmitir o Carnaval não mudaram muito a audiência tradicional das duas emissoras.

Na noite de sexta-feira (17), entre 1h45 e 3h28 da manhã, o Carnaval da Bahia, programa da Band, marcou apenas 0,5 ponto de audiência. A Record, no mesmo horário, registrou 1,3 ponto de ibope Segundo o Ibope, cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande São Paulo.

O SBT, durante sua cobertura do Carnaval entre as 20h30 do sábado (18) e as 6h30 do domingo (19), alcançou apenas 1,3 ponto. No mesmo horário, a Record, marcou 5,4 pontos.

Ou seja, os programas religiosos exibidos na Record, especialmente o programa da Igreja Universal, “Fala que Eu te Escuto”, tiveram pela primeira vez mais audiência que as folias de Carnaval exibidas na Band e no SBT.

Na madrugada de domingo para segunda (20), SBT e Band perderam novamente da Record, que venceu ficou em primeiro lugar com a minissérie bíblica, passando o Carnaval da Globo. A história do rei Davi conseguiu liderar o horário enquanto a Rede Globo estava transmitindo o Carnaval. Possivelmente este seja um reflexo do crescimento do público evangélicos, que geralmente não participa da “Festa da Carne”.

Com informações Folha de SP