Arquivos do Blog

Edir Macedo terá vida contada no cinema

Edir Macedo terá vida contada no cinema

A Igreja Universal do Reino de Deus e a Rede Record planejam contar a vida de Edir Macedo em um longa metragem que será exibido nos cinemas brasileiros.

Edir Macedo lança ainda este ano a terceira e última parte de sua biografia, Nada a Perder, as duas primeiras edições bateram recordes de venda em diversas partes do mundo e se tornaram best seller no Brasil.

O roteiro do filme terá as três edições do livro como base, contando desde a conversão de Macedo, passando pela fundação da Igreja Universal do Reino de Deus, a compra da Rede Record e a expansão do ministério que hoje está presente em mais de 150 países.

O filme será uma produção da Record Entretenimento e deve custar cerca de 5,1 milhões para ficar pronto. O orçamento é tão alto quanto a expectativa do retorno obtido com a produção, pois de acordo com o site “Notícias da TV” a intenção é colocar o filme entre os dez mais vistos de toda a história do cinema nacional.

A megaprodução já começou a ser desenhada e a Record já tem alguns nomes de atores que poderão fazer parte deste projeto. O ator Wagner Moura está sendo cotado para fazer o papel principal do filme que deve estrear em 2016.

O diretor do filme Tropa de Elite, José Padilha, chegou a ser chamado para dirigir o filme, mas se recusou alegando falta de tempo por conta de outros compromissos assumidos.

A Record Entretenimento deve fechar a ficha técnica antes da inauguração do Templo de Salomão, previsto para junho deste ano, para iniciar as gravações do longa.

Fonte:GospelPrime

“A Bíblia mostra que o aquecimento global é uma farsa” afirma Senador americano em livro

Senador americano publica livro no qual afirma: “a Bíblia mostra que o aquecimento global é uma farsa”

O senador republicano James Inhofe é conhecido por defender a ideia de que o aquecimento global nada mais é que uma farsa. Para defender essa ideia o senador de Oklahoma publicou recentemente um livro intitulado “A Maior mentira: Como a conspiração do aquecimento global ameaça o seu futuro” (The Greatest Hoax: How the Global Warming Conspiracy Threatens Your Future).

Defendendo que sua teoria é uma “inspiração bíblica”, Inhofe afirma que a ideia de que a poluição feita pelo homem pode afetar o clima é “arrogante”, porque, como todos sabemos, só Deus pode afetar o clima. Para fundamentar sua teoria o senador cita Gênesis 8:22 que diz: “Enquanto a Terra durar sempre há de haver tempo de sementeiras e de colheitas, frio e calor, Inverno e Verão, tal como há dia e noite”. “A arrogância das pessoas nos faz pensar que nós, como seres humanos somos capazes de mudar o que está acontecendo com o clima é ultraje para mim”, enfatiza.

Segundo o care2, Inhofe é também um ferrenho crítico de evangélicos que lutam contra as alterações climáticas. O ex-vice-presidente da Associação Nacional de Evangélicos, Rich Cizik, é um dos líderes cristãos criticados pelo senador.

No site The Great Warming (O Grande Aquecimento) Cizik afirma: “A crise da mudança climática que acreditamos que esteja ocorrendo não é algo que podemos esperar dez anos, cinco anos, ate um ano, para lidar. A mudança climática é real e induzida pelo ser humano. Exorto uma ação imediata. E estamos dizendo que essa ação é baseada em uma visão bíblica do mundo. Esgotamos os nossos recursos, danificamos nosso mundo pela degradação ambiental, é uma ofensa contra Deus. Isso é o que diz as Escrituras. Portanto, se quisermos ser obediente às Escrituras, não há tempo para esperar, não há tempo para parar, não há tempo para deliberar”.

Inhofe interpreta essas afirmações acusando Cizik de ser um liberal secreto, que desistiu da “verdade sobre Deus pela mentira”.

Fonte: Gospel+

Bruxa exige que livro de feitiços seja distribuído em escolas públicas

Uma autointitulada “pagã” e seguidora da Wicca, um tipo de bruxaria, está questionando se não tem o mesmo direito que os Gideões em distribuir seu “livro sagrado”. Seu pedido tem feito a Secretaria de Educação da Carolina do Sul reavaliar suas políticas sobre liberdade de culto.

Ginger Strivelli, que pratica bruxaria afirmou ter ficado chocada quando sua filha de 12 anos voltou para casa trazendo uma Bíblia que ganhou na escola de ensino médio North Windy Ridge. Os Gideões Internacionais haviam entregado várias caixas de livros sagrados na secretaria da escola. Todos os estudantes interessados podiam levar um exemplar para casa.
De acordo com Strivelli, ela questionou que as escolas não deveriam distribuir materiais de uma religião e não de outras. Ele teria respondido que a escola disponibilizaria da mesma forma textos religiosos doados por qualquer grupo. Porém, quando Strivelli apareceu na escola levando livros de feitiços da Wicca, disse que foi mandada embora. Por isso decidiu protestar.
A história ganhou espaço na mídia e os funcionários da administração do Condado onde fica a escola emitiu uma nota oficial. “No momento estamos revisando políticas sobre essa prática com os advogados do conselho escolar. Durante este período, nenhuma escola no sistema estará aceitando doações de materiais que defendam uma determinada religião ou crença”. O conselho escolar deve anunciar sua decisão sobre a questão dia 2 de fevereiro.
“Você deve abrir as escolas públicas para todo tipo de material religioso, ou você pode proibir todo tipo de material religioso”, explica Michael Broyde, professor e pesquisador no Centro para o Estudo do Direito e Religião da Emory University. ”Você não pode dizer: ‘Vamos distribuir material religioso, mas apenas de uma fé em particular”.
Embora possa parecer um problema apenas nos Estados Unidos, o fato é que esse tipo de discussão ocorre em todo o mundo e já causou grandes problemas como na Alemanha e Irlanda, enfatiza Broyde.
Tradicionalmente, os ensinamentos predominantes nas escolas seguem a tradição judaico-cristã dos países ocidentais, com seus feriados religiosos e celebrações como Páscoa e Natal que afetam cristãos e não cristãos.
Bobby Honeycutt defende “Nosso país foi fundado sobre os princípios judaico-cristãos, não nos princípios da Wicca. Além disso, nossas crianças têm acesso a mais material não-cristão nas bibliotecas e on-line do que a coisas cristãs”, disse ele.
Enquanto a maioria dos pais cristãos que tem filhos na escola North Windy Ridge acreditam que os eventos recentes são uma ameaça à tradição, outros defendem a separação entre Igreja e Estado em escolas públicas.
“Muitos cristãos têm dito que concordam comigo”, disse Strivelli. ”Porque, entendem que não gostariam de ver na porta da escola as Testemunhas de Jeová distribuindo suas revistas ou católicos entrando ali distribuindo Rosários. Do mesmo modo eu não gostei de saber que distribuíram Bíblias”
Traduzido e adaptado de Fox News