Arquivos do Blog

Personagem de “A Grande Família” vira evangélica, mas cai na bebida

A personagem Lurdinha pagou pelos crimes que cometeu no seriado “A Grande Família”, da Globo, e voltou da prisão diferente, tão diferente que a família Silvia não conseguiu acreditar na mudança.

Lurdinha (Maria Clara Gueiros) se tornou evangélica na prisão e a família concordou em dar uma nova chance à ela permitindo que ela trabalhasse como empregada. Ao longo do episódio exibido na quinta-feira (22) a empregada mostrou que é uma nova pessoa, fazendo todo o trabalho da casa e provando que merece o voto de confiança de seus patrões.

Mas Agostinho (Pedro Cardoso) não estava convencido da conversão de Lurdinha e resolveu testá-la oferecendo bebida. A empregada relutou, mas acabou cedendo e bebeu muito, voltando a cometer alguns crimes: roubou a televisão da casa e o carro de Bebel (Guta Stresser).

Depois que acordou da ressaca, Lurdinha percebeu que pisou na bola e resolveu pedir desculpas a todos. Arrependida, ela conseguiu convencer a família Silva a lhe dar uma nova chance e continuou trabalhando na casa.

Essa não é a primeira vez, e ao que parece não será a última, que personagens de novelas e seriados da Rede Globo se convertem, mas continuam com personalidade duvidosa. Ano passado em Avenida Brasil, a atriz Paula Burlamaqui interpretou Dolores, uma ex-atriz pornô que mesmo após a conversão tirou a roupa em frente a seu ex-marido. Confira o trecho do programa na íntegra aqui.

Fonte:GospelPrime

Anúncios

Evangélicos lançam campanha de boicote à novela Meu Pedacinho de Chão, da TV Globo; Personagens seriam alusão à umbanda

A novela Meu Pedacinho de Chão, exibida pela TV Globo na faixa das 18h00, está sendo alvo de uma campanha de boicote por parte dos evangélicos. Nas redes sociais, um texto que associa a novela às religiões afro tem sido compartilhado por milhares de usuários.

O folhetim escrito por Benedito Ruy Barbosa adota um estilo fantasioso, e um dos principais personagens, o Coronel Epaminondas (Osmar Prado) é tratado pelo apelido, “Epa”, que seria uma alusão à saudação Epa Babá ao Orixá Oxalá, considerado um dos mais reverenciados na umbanda.

Ainda de acordo com a publicação original no Facebook, o local onde a trama se passa – a cidade fictícia de Vila de Santa Fé – seria uma representação de um terreiro: “Descobri que a Vila de Santa Fé [cidade fictícia da novela] é um terreiro e que os nomes dos personagens são de umbanda”, escreveu a autora do post, Dayhendra Alves.

Para a internauta autora da campanha, os personagens representam mensagens subliminares e são uma apologia às religiões de matriz africana “[O personagem] Serelepe: seus sinônimos são gay, excitado, inquieto, danado, caxinguelê, conhecido na umbanda como Joãozinho, Saci Pererê, Negrinho do Pastoreio e Serelepe da Umbanda (sapeca adora balas e doces). Pituca: Boneca Pituca, esoterismo e ocultismo, famosa mãe de santo, e filha de orixá; Viramundo/Giramundo: exu; Gina: famosa mãe de Santo, a voz de Oyá, Yansã e Ruy de Ógún, está representando o lesbianismo; Amaância: filha de Oxúm; Dona Tereza: Cigana, Oxum Panda, Cabocla. No grego significa Seifera e Caçadora; Tuim: santo, saudação de umbanda; Mãe Benta: mãe de santo; Catarina: mãe de santo; Rodapé: pé que gira; Pedro Falcão: Falcão, povo das águas, Oxum; Tem um senhor que vive de chapéu fumando cachimbo com bengala na mão. Esse vocês já sabem”, relatou Dayhendra.

Os usuários não demoraram a manifestar incômodo com as afirmações da internauta, e aderiram á campanha: “É verdade, eu também me incomodo muito com essa novela, acho ridículo os figurinos, a forma que eles falam, sei lá, sinto um negócio estranho só de ver as propagandas”, comentou Eucler Novato.

“Desde que via os comerciais de anúncio da novela vi logo que estava cheia de ocultismo e o foco era as crianças”, assegurou Aline Aiara Santiago de Araújo.

Para a usuária Luana Ramos, Meu Pedacinho de Chão não é uma exceção: “Meu Deeeus! Heeita glóória… Ainda bem que eu não assisto novela, e nem a Globo… As programações são toodas consagradas, principalmente as novelas!”.

A autora da campanha conclui sua convocação ao boicote pedindo proteção: “Que o Senhor Jesus nos lave com seu poderoso sangue e abra nossos olhos!”.

De acordo com informações do site Notícias da TV, a Federação de Umbanda do Brasil optou por não comentar o teor do texto da campanha de boicote à novela, e a TV Globo assegurou que Meu Pedacinho de Chão “não é inspirada na umbanda e não faz nenhuma referência a ela”.

Boicotes de evangélicos

Na era das redes sociais, essa não é a primeira vez que evangélicos se juntam em boicote a uma novela da TV Globo. Recentemente, Salve Jorge – escrita por Glória Perez – se tornou alvo de uma maciça campanha contrária, iniciada por fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus.

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Igreja Batista evangeliza crianças durante o Carnaval em SP

Igreja Batista evangeliza crianças durante o Carnaval em SP

A Igreja Batista Ebenézer de São Paulo enviou cerca de 70 voluntários para a cidade de Nova Campina, interior do estado, para evangelizar crianças durante o feriado de Carnaval.

O projeto com o nome de “IDE” é realizado há 16 anos, sempre passando por cidades novas e contando com o apoio das prefeituras. Nos dias 9, 10 e 11 de fevereiro o grupo esteve no Ginásio Municipal Sebastião Vieira de Oliveira, na praça central da cidade, reunido cerca de 480 pessoas.

Quem acompanhou o trabalho pode ver apresentações musicais e teatrais sobre a história de Jesus. “Nós viajamos todos os anos para cidades que não conhecemos com o objetivo de levar a palavra de Deus, é muito recompensador ver as crianças aprendendo com os nossos ensinamentos”, diz Leandro Machado, um dos organizadores do IDE.

A realização do evento chamou a atenção da mídia local e a TV TEM, retransmissora da Globo na região, chegou a fazer uma reportagem sobre o trabalho evangelístico.

Assista:

Fonte:GospelPrime

“Periguete convertida” será primeira “mocinha evangélica” de novelas da Globo

“Periguete convertida” será primeira “mocinha evangélica” de novelas da Globo

A atriz Tatá Werneck é considerada uma das grandes revelações do humor nos últimos anos. Ele fazia programas na MTV que despertaram o interesse de outras emissoras. Tatá ganhou destaque com personagens como Fernandona, Taty Periguete e Roxanne.

Depois de muita insistência, ela assinou contrato com a Rede Globo e deve ser uma das atrações da novela “Em Nome Do Pai”, de Walcyr Carrasco, que irá substituir “Salve Jorge” a partir de 10 de junho. Ela havia recebido um convite para ter um programa no Multishow, mas preferiu a novela.

Será sua primeira personagem e, segundo as agências, na primeira parte da trama, Tatá será uma “periguete”. Interpretando a filha de Elizabeth Savalla, uma ex-vedete que odeia Rita Cadilac. Moça pobre, será incentivada pela mãe a fazer qualquer coisa para “se dar bem” e subir na vida.

Segundo foi divulgado, ela tentará, sem sucesso, engravidar de pagodeiros e de jogadores de futebol famosos. Contudo, terá uma experiência de conversão e mudará de vida no meio da novela. E pode se transformar em uma famosa cantora gospel.

Walcyr Carrasco já disse que pretende “mostrar que a descoberta de uma religião pode levar à concepção correta de felicidade”.

Em princípio, a primeira “mocinha evangélica” de uma novela não será tratada de forma pejorativa, mesmo que sua intérprete seja humorista.

Aparentemente, esse é um resultado das reuniões de diretores da Globo com líderes de igrejas evangélicas. Seria um pedido do pastor Silas Malafaia e do bispo Robson Rodovalho, que gostariam de uma maior aproximação da emissora com o público evangélico. Isso tem sido visto em participação de artistas evangélicos em programas da emissora, além da parceria no “Festival Promessas”.

Fonte:GospelPrime

Domingo Espetacular critica relação entre a Globo e os evangélicos

Domingo Espetacular critica relação entre a Globo e os evangélicos

Geralmente, a rede Record não dá espaço para outras igrejas evangélicas além da Universal, à qual é ligada. Contudo, durante o programa Domingo espetacular deste domingo (13) quase um bloco inteiro do programa foi usado para falar da controvérsia envolvendo a programação da Rede Globo que transmite ensinamentos de religiões afro-brasileiras.
O tema principal foi a campanha dos evangélicos nas redes sociais contra a microssérie “O Canto da Sereia”, divulgada pelo portal Gospel Prime. Além disso, voltou a mostrar o mesmo tipo de polêmica envolvendo a novela das 21h, Salve Jorge. Sereia seria uma referência direta à entidade Iemanjá (ou Ogum) e Jorge teria relação com São Jorge (ou Oxum).
Tanto o “Salve Jorge” quanto “O Canto da Sereia” tem o dedo de Gloria Perez, que já se manifestou publicamente contra a Record e agora chamou os evangélicos de “talibãs”. Também foram mostradas as opiniões de Walcyr Carrasco, que usou o Twitter para criticar o boicote proposto pelos evangélicos.
Foi dado destaque às opiniões de três pastores. Divino Aleixo Marinho, que começou a campanha no Facebook propondo um boicote dos evangélicos e que teve sua mensagem reproduzida milhares de vezes. Agenor Duque e Diógenes Monteiro apareceram criticando o Festival Promessas, que supostamente mostraria uma mudança na maneira como a Rede Globo trata os evangélicos.
O foco do Domingo Espetacular foi a maneira como a Rede Globo retrata os evangélicos em comparação com o espaço dado às religiões afro-brasileiras. Para quem acompanha sites evangélicos, o conteúdo da reportagem não é novo. O que chama atenção foi a Record dar espaço a pastores que não estão ligados à Igreja Universal e se colocar ao lado dos demais evangélicos, algo que evitava fazer no passado.
É difícil não pensar que o tema interessa de modo especial a uma emissora concorrente da Rede Globo, especialmente porque o Canto da Sereia ficou em primeiro lugar na audiência.
Além disso, a recente aproximação de lideranças evangélicas com a Globo, em especial o pastor Silas Malafaia, foi algo bastante debatido e também criticado entre diversos segmentos evangélicos.
Por outro, fica evidente a força que a internet mostra ao gerar um debate sobre esse assunto que muitas vezes passa despercebido para a maioria da população. De forma velada ou explicita, as emissoras acabam passando valores através de seus programas e com isso influenciam muitos telespectadores.
Recentemente, quando artistas gospel começaram a ser contratados pela Som Livre, gravadora do grupo Globo, e esses mesmos artistas passaram a aparecer em programas da emissora, muita gente comemorou. No entanto, vários pastores chamaram atenção para o fato de que isso tudo poderia ser apenas parte de um planejamento de uma empesa que deseja lucrar no segmento da música gospel, um dos que mais cresce no país.
A produção do Domingo Espetacular mostrou que acompanha o que rola na internet e aproveitou para questionar o boicote e se a rede Globo em breve teria uma “heroína evangélica” em suas novelas. A única manifestação oficial da Globo sobre o assunto é que a “emissora é laica”, ou seja não tem religião.

Fonte:GospelPrime

Nas redes sociais, evangélicos iniciam boicote à microssérie O Canto da Sereia, da TV Globo

A Globo estreia hoje uma nova microssérie em quatro capítulos, chamada O Canto da Sereia, protagonizada pela atriz Ísis Valverde e baseada na obra de Nelson Motta, e as redes sociais já registram os primeiros protestos por parte de evangélicos contra a produção.

Na microssérie, a personagem Sereia é uma cantora de axé, muito popular na Bahia, bissexual e acaba assassinada. No elenco, está a atriz Fabíula Nascimento, que interpretará a personagem “Mãe Marina de Oxum”, uma mãe de santo.

A atriz revelou ao portal R7 que o ambiente de gravação foi estimulante e possuía uma atmosfera diferente: “É um tesão anormal. Quando acaba a gravação e tomo um banho, viro a Isis de novo. A energia vai embora e fico podre”.

twitter gloria perez

Os protestos se dão pela presença de personagens ligados às religiões afro, assim como na novela Salve Jorge, escrita por Glória Perez. Ao saber das manifestações contrárias à microssérie, a escritora publicou em seu Twitter uma crítica ao que considerou intolerância: “Fizeram a mesma coisa com #SalveJorge! Que medo desse modo talibā de ser!”, escreveu.

Antes da crítica, a autora havia publicado um link para a imagem que supostamente encabeçou a lista de perfis que protestaram contra O Canto da Sereia.

boicote o canto da sereia

No texto que acompanha a imagem, o pastor Divino Aleixo Marinho, da Igreja Pentecostal Betel Palavra de Fogo tece críticas à emissora, ao conteúdo da microssérie, e até a movimentos sociais.

“Eta Globo que não desiste… Mas estamos aqui pra isso, pra sermos profetas e denunciar o pecado… Medite neste estudo, mas leia com atenção. Personagem de Ísis Valverde em ‘O Canto da Sereia’ será Bissexual […]A minissérie ‘O Canto da Sereia’ agora é Oxum (Iemanjá) estreará em Janeiro na Rede Globo. A trama trará em seu enredo um assunto pouco visto pelos telespectadores: o bissexualismo. Quem estará à frente do tema será Sereia, uma cantora de axé, protagonista da série, que será interpretada pela atriz Isis Valverde. Na trama, Sereia se relacionará com homens e mulheres e viverá momentos intensos de paixão”, escreveu o pastor Marinho.

O suposto estudo, divulgado pelo pastor, foi repassado por diversos outros usuários no Facebook e Twitter, tornando-se uma espécie de viral.

Comentando o assunto, o blogueiro Danilo Fernandes, do Genizah, criticou o hábito que muitos cristãos tem de associar negativamente tudo ao mundo espiritual: “Certos evangélicos já estão demonizando a série O Canto da Sereia da Globo nas redes sociais. Alguém pode me explicar este fetiche que este povo tem com o diabo? Enxergam o capiroto em tudo e não conseguem achar Deus que está bem à frente!? O chifrudo fala na igreja, na TV, na internet… E Deus? Não escutam? Quem mais dá moral para o diabo são os crentes! Todos conhecem perfeitamente as reinações do demônio, poucos a vontade de Deus e, ainda menos são os que a cumprem!”.

Já Paulo Teixeira seguiu a linha de críticas à Globo e escreveu no Holofote.Net que a relação estabelecida pela emissora com lideranças cristãs não a torna confiável, em seu entender: “A Globo vem tentando aproximação com os evangélicos e tem obtido bastante sucesso na empreitada. Na crença de que a emissora está se ‘convertendo’, muitos creem ser ‘de Deus’ a abertura que a Globo está dando aos evangélicos, mas a emissora tem comprovado cada vez mais sua preferência religiosa. O longo histórico da Globo mostra que a emissora está em caminho bem diverso dos evangélicos”.

Fonte: Gospel+

Igreja evangélicas recebem desabrigados de Xerém

Igrejas evangélicas do distrito de Xerém, em Duque de Caxias (RJ), estão se unindo para ajudar as vítimas das fortes chuvas que devastaram vilas inteiras na última semana.
Mais de 5 mil pessoas ficaram desabrigadas em Xerém, já que muitas casas foram destruídas pelas águas. Para ajudar estas pessoas alguns ministérios estão aceitando doações de roupas, alimentos, produtos de higiene, remédios,colchonetes e água para poder doar aos desabrigados.
Além de receber doações e fazer a entrega desses donativos, algumas igrejas evangélicas se tornaram abrigos, recebendo dezenas de famílias que precisaram deixar suas casas diante da situação de risco.
A Igreja Metodista Wesleyana é uma das igrejas que está recebendo doações, interessados em colaborar com este trabalho solidário podem enviar donativos para a própria igreja que fica na Estrada Rio do Ouro, 51, em Xerém.
Outros lugares que estão recebendo doações são as delegacias e a Secretaria de Assistência Social de Duque de Caxias. As informações Terra e Globo.

Novela da Globo pode ter nome alterado para não desagradar o público evangélico

O crescimento do número de evangélicos pode fazer com que a Rede Globo altere o título da nova novela das 21h. Escrita por Glória Perez a trama foi batizada de “Salve Jorge”, mas para não desagradar o público que não crê no santo católico a novela poderá ter seu nome alterado.

São Jorge é um dos santos mais conhecidos do catolicismo no Brasil e o enredo terá muita ligação com a devoção a esse santo. A emissora carioca não pretende mudar a história, mas está pensando em um novo título para batizar a trama.

Mas o enfoque da atração que vai estrear no horário nobre não é fé, mas assuntos como tráfico de pessoas, tendo como ambiente o morro do Alemão, no Rio de Janeiro, e na Turquia (principalmente em Istambul e na Capadócia, onde São Jorge nasceu).

Quando começou a falar sobre seu novo projeto a autora tentou explicar o enredo da novela em seu Twitter: “A fé nele [São Jorge] existe e vamos mostrar: a fé na força que temos para vencer os dragões que a vida nos reserva”, disse Glória Perez.

Com informações MSN

Fonte: GospelPrime

Valdemiro Santiago quebra o silêncio, responde acusações contra a Mundial e afirma que dízimos da Universal são usados para pagar salários de funcionários da Record

Valdemiro Santiago quebra o silêncio, responde acusações contra a Mundial e afirma que dízimos da Universal são usados para pagar salários de funcionários da Record

O apóstolo Valdemiro Santiago afirmou, em resposta à entrevista com o demônio feita pelo bispo Edir Macedo, que somente Deus pode operar milagres e frisou que “o homem não pode pregar a palavra de acordo com interesse disto ou aquilo, mas sim como ela realmente é”. A afirmação ocorreu em um dos programas da Igreja Mundial do Poder de Deus na RedeTV!, segundo informações do The Christian Post.
O rompimento do silêncio sobre os ataques sofridos pela Igreja Mundial veio junto com um questionamento por parte do apóstolo: “Você acredita na Bíblia, em Deus ou no demônio?”, perguntou, antes de afirmar que ninguém pode operar milagres sem permissão de Deus. “Preste atenção, não existe uma religião no mundo, não tem um pastor, nem apóstolo, nem bispo, nem padre (…) ninguém no mundo está credenciado a fazer isso se Deus fizer e não o credenciar”, disse o líder da Mundial.
Usando os relatos de curas e milagres dos fiéis da denominação como exemplo, Santiago perguntou se o diabo seria capaz de promover tantas manifestações: “O diabo faz isso, o homem faz isso? Não, só Deus faz”, afirma Valdemiro.
A guerra por membros entre Mundial e Universal tem ganhado destaque na mídia. Recentemente a revista Veja atribuiu as manifestações demoníacas em cultos da IURD a uma estratégia da direção da igreja para frear o êxodo de membros que tem migrado para a igreja de Valdemiro.
O líder da Mundial criticou também o dinheiro proveniente de dízimos e ofertas dos fiéis que a Igreja Universal repassa à TV Record para pagar salários de seus apresentadores e diretores, e afirmou que apesar dos fortes investimentos para que a emissora do bispo Edir Macedo ocupe a liderança de audiência, a Globo “nunca perderá a liderança”.
Atualmente, a Igreja Mundial do Poder de Deus é a denominação com maior tempo de programação em emissoras de TV aberta do país, e uma das que mais crescem em número de fiéis.
Fonte: Gospel+