Arquivos do Blog

Padre mexicano é acusado de 100 casos de abusos contra crianças

Um cartaz gigante colocado na capital de San Luis Potosí, no México, pede para que vítimas de abuso sexual cometidos por um padre o denunciem.

A foto do religioso está estampada para que as vítimas possam o reconhecer ao lado da inscrição: “¿Fuiste víctima? ¡Denuncialo!” [Foi vítima? Denuncie-o] com os dados para realizar a denúncia, tanto por e-mail como através do Facebook de uma fundação de apoio às vítimas.

O nome do religioso é Eduardo Córdova, ele é acusado de abusar de mais de cem crianças que estudavam em uma escola privada localizada em San Luis Potosí, capital do estado de mesmo nome.

O procurador de Justiça Miguel Covarrubias está acompanhando as investigações e pediu para que o arcebispo da região, Carlos Cabrero, para que ele repasse os arquivos com todas as denúncias feitas contra o sacerdote.

Em resposta, o porta-voz do arcebispado de San Luis Potosí, Jesús Priego, reconheceu durante entrevista coletiva que existe um arquivo aberto no Vaticano que investiga Córdova por pederastia.

O padre Eduardo Córdova é uma figura influente na região, ele já atuou no Conselho Cidadão pela Transparência, ao lado do governo local, e também no Conselho dos Direitos Humanos.

A campanha no outdoor pretende estimular as vítimas a fazerem denúncias para que o padre seja punido por conta desses crimes cometidos. Com informações R7.

Fonte:GospelPrime

No corredor da morte, condenado pede perdão às famílias das vítimas e diz que aceitou Jesus: “Terei uma vida melhor oferecida por Ele”

Um criminoso condenado à morte por um crime cometido em 1987 foi executado no último dia 20 de março, no estado norte-americano da Flórida. Antes da sentença ser aplicada, Robert Henry, 55 anos, admitiu a culpa, pediu perdão e afirmou que havia aceitado Jesus como seu Salvador.

Henry havia sido julgado e condenado por espancar e queimar duas colegas de trabalho, Janet Cox e Thermidor Phyllis Harris. Durante as investigações, disse que cometeu o crime num surto de “psicose induzido por cocaína”.

O crime deixou os investigadores chocados com a brutalidade que Henry causou a morte das vítimas. Um dos policiais precisou buscar ajuda psicológica para superar o que ele havia presenciado.

Uma das vítimas foi espancada e depois queimada até morrer, porém a segunda mulher ainda agonizava quando os bombeiros atenderam a ocorrência. Antes de morrer, ela identificou o criminoso.

27 anos depois e já no corredor da morte – literalmente, o arrependido Robert Henry pediu perdão “de coração” às famílias das vítimas e disse que lamentava “sinceramente” o que havia feito: “Eu aceitei Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador e de bom grado estou perdendo essa vida, pois eu terei uma vida melhor que Ele oferece”, disse o condenado, pouco antes de receber a injeção letal.

Deitado, Henry fechou os olhos e por um tempo, quando ainda estava consciente, moveu os lábios, aparentemente fazendo uma oração elevada a Deus. Então, lentamente, sua respiração foi parando até que o óbito foi declarado.

Pai de santo é preso por estuprar adolescentes ameaçando que elas seriam punidas por “entidades” se não tivessem relações com ele

Nessa segunda-feira, um pai de santo foi preso em Brasília acusado de abusar sexualmente de adolescentes. Segundo informações da polícia, o religioso ameaçava as meninas dizendo que elas seriam punidas por “entidades” espirituais, caso se recusassem a ter relações com ele.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) informou ainda que as meninas tinham 11 e 15 anos quando começaram a ser molestadas pelo religioso. Testes realizados pelo Instituto Médico Legal (IML) confirmaram o rompimento do hímen das garotas, hoje com 17 e 13 anos, o que para a polícia é um dos indícios do abuso.

Em sua defesa, o pai de santo nega ter tido relações com as adolescentes, e afirma que uma das garotas teria se insinuado para ele, após ter perdido a virgindade no Rio de Janeiro. Segundo o sacerdote, a menina teria o ameaçado de relatar um estupro, caso ele não tivesse relações sexuais com ela.

Ao fim das investigações, o religioso pode responder por estupro de vulnerável, estupro mediante fraude e por perturbação de tranquilidade. De acordo com o Correio Braziliense, além das duas adolescentes, a DPCA trabalha com a hipótese de que haja ainda mais vítimas.

Por Dan Martins |Fonte:Gospel+

Governo do Acre pede que igrejas administrem doações para as vítimas de alagamentos

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica estão recebendo doações para as vítimas dos alagamentos no Acre. Mas a decisão do governador Tião Viana e do prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, surpreenderam na coletiva feita nesta segunda-feira.

Foi anunciado que, ao contrário do que se espera, o poder público não vai administrar os donativos nem decidir sobre como os recursos serão empregados. Isso ficará a cargo de igrejas acreanas.

A conta aberta pelo Banco do Brasil está no nome da Diocese de Rio Branco e será administrada pela instituição católica. A titular da conta da Caixa Econômica Federal é a Defesa Civil, mas os fundos serão geridos pela Igreja Renovada, do pastor Afif Arão, e pela Assembleia de Deus, liderada pelo pastor Luiz Gonzaga.

O governador Tião Viana explicou a decisão inusitada: “Essas duas instituições bancárias deram um exemplo de solidariedade e tiveram a iniciativa de abrir as contas para doações. Nós decidimos que não queremos pegar nesse dinheiro, e quem vai decidir o que fazer com tudo o que for arrecadado são os bancos, em conjunto com as igrejas. O governo tem arrecadado alimentos, roupas e remédios, e tenho certeza de que vão saber a melhor forma de ajudar as vítimas desse desastre que estamos vivendo”.

O prefeito Raimundo Angelim entende que a decisão é positiva: “Nós temos certeza de que todas as doações serão bem empregadas e chegarão, através dos produtos que serão comprados ou de como esse recurso será investido, a quem está sofrendo as consequências dessa alagação”.

O Banco do Brasil informou que até agora já foram depositados cerca de R$ 18 mil na conta SOS Enchente Rio Acre. A Caixa Econômica ainda não fez um balanço das doações, que começaram na semana passada.

Não é a primeira vez que Tião mostra sua confiança no trabalho dos religiosos. Filiado ao PT, em outubro de 2011 o governador anunciou que iria destinar mais de 4 milhões de reais em verbas públicas do Estado e da União para construção do primeiro Parque Gospel do país, em Rio Branco. A decisão foi amplamente criticada, mas ganhou o apoio do grande percentual de evangélicos do Acre, cerca de 40% da população do Estado.

Com informações Diário do Congresso