Arquivos do Blog

Padre mexicano é acusado de 100 casos de abusos contra crianças

Um cartaz gigante colocado na capital de San Luis Potosí, no México, pede para que vítimas de abuso sexual cometidos por um padre o denunciem.

A foto do religioso está estampada para que as vítimas possam o reconhecer ao lado da inscrição: “¿Fuiste víctima? ¡Denuncialo!” [Foi vítima? Denuncie-o] com os dados para realizar a denúncia, tanto por e-mail como através do Facebook de uma fundação de apoio às vítimas.

O nome do religioso é Eduardo Córdova, ele é acusado de abusar de mais de cem crianças que estudavam em uma escola privada localizada em San Luis Potosí, capital do estado de mesmo nome.

O procurador de Justiça Miguel Covarrubias está acompanhando as investigações e pediu para que o arcebispo da região, Carlos Cabrero, para que ele repasse os arquivos com todas as denúncias feitas contra o sacerdote.

Em resposta, o porta-voz do arcebispado de San Luis Potosí, Jesús Priego, reconheceu durante entrevista coletiva que existe um arquivo aberto no Vaticano que investiga Córdova por pederastia.

O padre Eduardo Córdova é uma figura influente na região, ele já atuou no Conselho Cidadão pela Transparência, ao lado do governo local, e também no Conselho dos Direitos Humanos.

A campanha no outdoor pretende estimular as vítimas a fazerem denúncias para que o padre seja punido por conta desses crimes cometidos. Com informações R7.

Fonte:GospelPrime

Anúncios

Igreja Católica inaugura Tele-Exorcismo

A Igreja Católica da Itália deu início a um serviço de “tele-exorcismo”, em Milão, a sua maior diocese. O motivo é a crescente demanda dos fiéis para que se expulsem demônios. Monsenhor Angelo Mascheroni, exorcista-chefe da diocese desde 1995, afirma que, ao longo dos últimos 15 anos, a cúria já nomeou o dobro de exorcistas para lidar com uma duplicação do número de pedidos de ajuda.
“Recebemos muitos pedidos para fornecer os nomes, endereços e números de telefone, de padres exorcistas. Por isso, criamos uma central de atendimento na cúria, que funciona de segunda a sexta das 14:30 às 17:00. As pessoas com necessidades específicas podem ligar e serão atendidas por um de nossos padres. Desse modo, eles não terão que viajar muito longe para resolver os problemas dos supostos possessos”, explicou o padre.
O monsenhor disse que um exorcista pode atender por telefone até 120 pessoas por dia. “Infelizmente, com tão pouco tempo ele só consegue oferecer uma rápida bênção para cada um que liga. Isso não é suficiente”, disse. “O ideal é que os exorcistas consigam atender de duas a quatro consultas diariamente, caso contrário o serviço não será totalmente eficaz”.
A cúria não sabe por que o número de supostos endemoninhados subiu tanto. Porém, o Mascheroni credita parte desse aumento ao crescente número de pais que têm dificuldade em controlar os filhos desobedientes.
“Geralmente, pais ligam porque estão preocupados com uma adolescente que não quer ir para a escola ou que usa drogas ou simplesmente se rebelou. Na realidade, não é um demônio, mas nessa faixa etária os jovens não querem que lhes digam o que fazer. ”
O religioso sabe que muitas pessoas preocupadas e vulneráveis ​​corriam o risco de encontrar charlatões. “Esses aproveitadores exigem dinheiro. Nós damos o nosso tempo, damos a bênção… tudo de graça. Não poderia ser de outra maneira. ”
O monsenhor enfatiza que todos os que procuraram ajuda foram atendidos. Mas acrescentou: “Pela minha experiência, os fenômenos diabólicos verdadeiros são muito raros.” Ele culpa esse comportamento incomum a “distúrbios psiquiátricos”, na maioria dos casos. Traduzido do jornal Independent.

Padre afirma que apenas a Igreja Católica pode perdoar os pecados

Em uma entrevista para a agência de notícias Zenit, com sede no Vaticano, o padre Hernán Jiménez afirmou que apenas a Igreja Católica pode perdoar os pecados, o que pela lógica condenaria os evangélicos que não passam pela confissão.

A afirmação foi dada quando o repórter José Antonio Varela Vidal questionou o padre a respeito da ligação direta com Deus, mas ele afirma que essa ligação acontece somente com a oração e não com a confissão dos pecados. “Com Deus há uma comunicação direta com a oração e a meditação interior, mas nunca a remissão dos pecados. Segundo o mandamento do Senhor somente os apóstolos e seus sucessores, os sacerdotes, o fazem”, disse.

Jiménez é um padre da ordem dominicana, que é confessor da Igreja Santa Maria Maior (em italiano Basilica di Santa Maria Maggiore), de Roma, essa igreja pertence aos quatro templos papais encarregados do rito da confissão, por isso o pároco afirma que somente a Igreja Católica pode perdoar os pecados.

“A base está nos Evangelhos, em João 20: 22 – 23. O sacerdote atua em nome de Deus e o faz por meio do mandato da Igreja, que recebe a ordenação sacerdotal. O sacerdote redime todo o pecado a fórmula: “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, diz.

Nesse caso quem não passa pelo confessionário Católico não estaria perdoado e, portanto, estaria condenado ao inferno.

O Papa Bento XVI também tem afirmado em suas declarações que a nova evangelização precisa passar pelo confessionário, ou seja, a pessoa evangelizada só estará completamente salva se fizer a confissão de seus pecados para um padre.

Traduzido e adaptado de Acontecer Cristiano

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/padre-afirma-que-apenas-a-igreja-catolica-pode-perdoar-os-pecados/#ixzz1pxHbpknG

Padre que chamou evangélicos de otários pode ser afastado do cargo

O padre Paulo Ricardo Azevedo Júnior, que recentemente chamou os evangélicos de otários, pode ser afastado do seu cargo após reclamações de outros padres que também foram ofendidos pelo pároco durante seus sermões.

Um pedido de afastamento será julgado pelo arcebispo de Cuiabá, dom Milton Santos, que recebeu a carta aberta assinada por 27 padres e protocolada junto à Mitra Arquidiocesana e à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O sermão que causou a confusão no Clero foi ministrado durante o “Vinde e Vede”, um tradicional evento católico que acontece no período de Carnaval. Durante sua fala, o padre Paulo Ricardo criticou seus amigos que não possuem uma postura adequada.

“Quantos padres foram tomados completamente pelo espírito do mundão. Tá entendendo? Caíram no mundão, no mundo (…) Quer dizer que estão no mundão, tão na festança, tão no pecado. Não querem mais ser padres. Querem ser boy. Querem tar (sic) na moda. Tá entendendo? Querem ser iguais a todo mundo. Padre que quer ser igual ao mundo!”, afirmou o padre em sua palestra, que foi difundida pela internet, através do site YouTube e pelas redes sociais.

Conhecido em Cuiabá por usar a batina sempre que é visto em público, o pároco sem papas na língua, critica seus amigos do Estado que não usam a vestimenta como traje permanente. “Vejam: Nossa Senhora está dizendo que a Igreja tá sofrendo um calvário. E por quê? Porque entrou dentro da Igreja o espírito do mundo. E entrou como? Entrou por causa de padre! Por causa de padre que não é padre! Por causa de padre que não honra a batina porque, aliás, nem usa a batina!”, bradou o padre, em seu discurso.

Diante dessas falas os padres se uniram e apresentaram o documento pedindo o afastamento de Paulo Ricardo de Azevedo Júnior. “Colocando-se talvez no lugar de Deus, Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior julga e condena inúmeros irmãos no sacerdócio que levam vida ilibada e que são reconhecidamente compromissados com o Evangelho, com a Igreja e com o Reino de Deus. Ele espalha discórdia e divisões desnecessárias e prejudiciais ao crescimento espiritual do clero e do povo de Deus.”, relata o documento.

Os padres não pedem apenas o afastamento de Paulo Ricardo do comando das missas como também que ele seja afastado do cargo de mestre do Seminário Dom Aquino Correa (Sedac), em Várzea Grande. Eles alegam que ele  “não tem saúde mental para ser formador de futuros presbíteros”.

Do outro há fiéis que apoiam Paulo Ricardo e até criaram na internet uma campanha para que ele não seja afastado. Além da petição pública eletrônica os católicos da cidade também planejam uma manifestação em frente à sede da Arquidiocese.

Com informações Mídia News

Fonte:GospelPrime