Arquivos do Blog

Centenas de cristãs são sequestradas e vendidas por muçulmanos

Desde o dia 14 de abril, mais de 200 jovens estão desaparecidas. Elas foram levadas de um internato em Chibok, cidade do Estado de Borno, na Nigéria. Seus sequestradores pertencem ao grupo radical islâmico Boko Haram, famoso por perseguir e matar os cristãos nigerianos.

As estudantes tinham entre 16 e 18 anos, e se tornaram o mais novo símbolo de uma campanha internacional contra o tráfico humano. O governo nigeriano já se mostrou impotente para combater o Boko Haram, que não aceita que mulheres tenham acesso à educação.

A mídia internacional tem falado sobre o sequestro sem parar. As notícias mais recentes dão conta que elas foram levadas para os países vizinhos: Chade e Camarões. Ali, foram vendidas por cerca de US$ 15 (35 reais). Algumas se tornaram esposas de quem as comprou, outras são escravas sexuais.

O elemento mais chocante desse história triste veio à tona neste final de semana, quando o líder do Boko Haram, Abubakar Shekau, gravou um vídeo onde explica: “Alá me disse para vendê-las, elas são propriedades Dele. Vou fazer o que ele me pediu”. Todas as meninas eram cristãs e o fato de um líder islâmico ter colocado isso como vontade de Deus gerou protesto de vários grupos que lutam contra a perseguição religiosa no mundo.

Também surgiu relato de uma jovem que conseguiu fugir. Ela conta que algumas dessas meninas foram vítimas de estupros coletivos, cerca de 10 vezes por dia. Deborah Sanya, de 18 anos, conta que conseguiu escapar mesmo arriscando ser morta pelos muçulmanos. Ela passou a noite num bosque junto com outra menina que fugiu com ela. Seu testemunho tem oferecido detalhes terríveis do que está por trás desse ato covarde.

Tomados pelo desespero, cristãos nigerianos saíram às ruas no dia 1º de maio para protestar. Eles exigem que o governo tome atitudes enérgicas e resgate as jovens. Mesmo assim, nada de concreto foi feito. Há mais de uma década, os militantes do Boko Haram usam da religião para tentar derrubar o governo e estabelecer um Estado islâmico na região.

Algumas fontes afirmam que o número de sequestradas é de 220, enquanto outros apontam para até 270. Não se sabe quantas estão vivas. A Associação Cristã da Nigéria, um dos maiores grupos a reunir igrejas no país tem feito campanhas de jejum e oração pelas jovens e pedem auxílio nesse sentido a todos os cristãos do mundo.  Com informações The Guardian, CNN e World Watch Monitor.

Fonte:GospelPrime

Anúncios

Grupo extremista islâmico convoca seguidores para ir a igrejas matar cristãos

O grupo extremista islâmico Boko Haram está convocando seus partidários para irem a igrejas e assassinarem cristãos na Nigéria. A convocação está sendo feita através de um vídeo publicado recentemente pelo grupo, no qual o Boko Haram também afirma que a polícia nigeriana deve “sair do seu caminho”, pois a implantação da lei islâmica (sharia) não será interrompida.

De acordo com analistas, o vídeo é, possivelmente, uma “ferramenta de recrutamento” e afirmam que essa é uma das declarações de vídeo mais descaradas já feitas pelo Boko Haram.

O estudioso do Islã Theodore Shoebat destaca a música cantada durante o vídeo, na qual os partidários do Boko Haram afirmam estar trabalhando para Deus trazendo a Sharia à existência e estando empenhados em proteger os muçulmanos “aniquilando os infiéis”.

– Vamos matá-los. Entraremos nas igrejas e abateremos os cristãos. Estamos convidando todos os muçulmanos para saírem e lutarem a jihad. Se você brincar, estes infiéis aniquilarão os muçulmanos. Você vê como eles estão matando nossas mulheres e crianças – diz um trecho da música

O analista Emmanuel Ogebe, da US Nigeria Law Group, ressaltou o fato de se tratar de um vídeo de recrutamento e observou que o grupo jihadista é experiente no uso das ferramentas de comunicação para seus propósitos, tendo especial experiência com o uso de vídeos.

Shoebat destacou que, apesar dos massivos ataques feitos pelo grupo contra a vida de centenas de cristãos nigerianos, o assunto não tem ganhado nenhum destaque na imprensa internacional. Segundo o analista, isso se dá pela falta de interesse político dos principais veículos de mídia em divulgar e alertar a sociedade sobre o assassinato em massa de cristãos.

– Com toda a sinceridade, eu acredito que para a grande mídia, até mesmo veículos supostamente conservadores, os relatórios sobre a matança de cristãos não são benéficos no que diz respeito a atrair o elevado número de espectadores – afirmou Shoebat.

– Os meios de comunicação de extrema-esquerda, por outro lado, não tem grande estima pelo cristianismo, então por que eles se preocupariam com os cristãos sendo mortos? – completou o analista.

Por Dan Martins | Fonte:Gospel+

Com estratégia de guerra, extremistas muçulmanos matam mais de 100 cristãos na Nigéria; Ore pela Igreja Perseguida

O grupo extremista islâmico Boko Haram voltou a atacar cristãos na última semana em diversas aldeias nigerianas. Mais de 100 fiéis foram mortos nos ataques.

O ataque terrorista foi feito simultaneamente a várias aldeias do estado de Kaduna, uma região em que a agricultura é a principal atividade econômica e os cristãos são maioria.

Os relatos iniciais revelaram que os terroristas chegaram às aldeias em grupos fortemente armados, e não só atentaram contra a vida dos cristãos, mas também incendiaram casas e outras edificações.

O pastor Gandu Nkut Yakubu, representante regional da Associação Cristã da Nigéria (CAN) afirmou que esse foi “o ataque mais cruel em nossas comunidades e levou mais de 100 cristãos à morte”.

Segundo ele, a família de um pastor está entre os mortos: “A esposa de um dos nossos pastores, a Sra. Jummai Likita Riku, e seus três filhos, membros da Igreja Evangélica Ganhar Todos morreram no ataque”.

Os templos e os edifícios da Igreja Anglicana também foram atacados, de acordo com informações do Protestante Digital.  Anyip Daniel, vice-presidente do Conselho de Governos Locais, confirmou que o número de ataques e mortes, e revelou que mulheres e crianças foram queimados vivos em suas casas. “Não há justificativa para este ato desumano”, afirmou Anyip.

“Não há uma casa que não tenha sido destruída. Aqueles que tentaram fugir foram mortos a tiros”, diz Nuhu Moisés, um dos sobreviventes. Ele considerou um “milagre” o fato de ter testemunhado a morte de aproximadamente 50 cristãos e ter sobrevivido.

O governador do estado de Kaduna, Mukhtar Yero, descreveu os ataques em 14 e 15 de março, como um abate profano “e bárbaro”, e se comprometeu a pedir uma investigação: “Esta situação é inaceitável, e vamos intensificar os esforços para melhorar a vigilância e evitar que isso aconteça novamente”, disse ele em um comunicado de imprensa. “Oramos para que Deus exponha as pessoas que estão causando este problema. Oramos para que Deus toque o coração e os faça parar esses atos covardes, ou então destrua suas maquinações do mal”.

A Nigéria é um dos países onde extremistas muçulmanos implementam uma das mais cruéis perseguições religiosas contra cristãos, que são a maioria da população. Ore pela Igreja Perseguida.

Por Tiago Chagas |Fonte: Gospel+

20 Igrejas cristãs foram destruídas na Nigéria

O bispo católico Oliver Dashe Dome comunicou a destruição de 20 igrejas no nordeste da Nigéria. Os ataques aconteceram nas duas últimas semanas e foram realizados por insurgentes islâmicos.

Desde 2009, quando os ataques do Boko Haram se intensificaram, já foram mortos mais de 500 paroquianos, segundo informações do bispo. Nos ataques recentes foram 180 pessoas mortas, incluindo 60 crianças.

O Boko Haram tem ameaçado a minoria cristã que mora no nordeste da Nigéria defendendo a imposição da sharia, versão extrema das leis islâmicas.

Os ataques do grupo fizeram o governo nigeriano decretar estado de emergência em três estados nos últimos nove meses e apesar das tentativas das autoridades, os insurgentes seguem matando cristãos nessas localidades.

Para o bispo Dome o governo é culpado pelo que ele chama de carnificina, pois o Boko Haram é mais bem armado que o exército da Nigéria. O religioso também reclama da falta de preocupação do governo sobre a velocidade dos assassinatos.

Fonte:GospelPrime

Mortos em ataque de extremistas islâmicos a escola cristã passam de 100, dizem sobreviventes; Missão Portas Abertas pede oração pela Nigéria

O ataque terrorista dos extremistas islâmicos do Boko Haram a uma escola cristã deixou mais de 100 mortos em Yobe, na Nigéria, segundo relato de um dos sobreviventes, que se escondeu para salvar a vida.

Inicialmente, as autoridades informaram o número de 59 mortos, mas diversos moradores da região onde houve o ataque relataram à Missão Portas Abertas que o número é amplamente superior.

“Eu ouvi os gritos de algumas pessoas de fora da escola, mesmo antes de eles invadirem as salas de aula. Eu suspeito que eles pegaram algumas pessoas em seu caminho para a escola. Eu senti o perigo, então pulei por cima do muro e me arrastei até uma vala. Fiquei lá orando e ouvindo. De onde eu estava escondido, eu podia ouvir os outros alunos chorando muito alto. Vi fogo sobre o telhado da escola. Eu já estava me contando entre os mortos, porque alguns rebeldes vieram muito perto de onde eu estava, eu podia ouvi-los bem ao meu lado. Mas Deus salvou a minha vida”, relatou o sobrevivente.

O ataque aconteceu no dia 25 de fevereiro, quando um grupo de 50 extremistas islâmicos ateou fogo à instituição e todos os que estavam no local. “Alguns dos alunos foram queimados ao ponto que estavam irreconhecíveis”, revelou Rufai Sanusi, inspetor da Polícia.

Segundo os cristãos sobreviventes ao ataque, há inúmeros fiéis entre os mortos, e os líderes locais pedem oração para esse momento de calamidade e desespero. Pais e responsáveis pelas crianças matriculadas na escola atacada, e muitos são vistos chorando pelas ruas.

“Ore para que Deus trabalhe através do seu Espírito Santo nestas circunstâncias tão trágicas, confortando os seus filhos e atraindo aqueles que não o conhecem para mais perto de si”, pediu o comunicado da Portas Abertas.

Por Tiago Chagas | Fonte: Gospel+ 

Boko Haram degola 15 cristãos na Nigéria

O grupo de islâmicos extremistas, Boko Haram, voltou a atacar na Nigéria, dessa vez deixando 15 pessoas mortas. O ataque aconteceu no último domingo (30) pela madrugada na região nordeste do país.
Segundo autoridades locais, os radicais atacaram enquanto a população dormia. Muitos foram mortos com facões.
Os cristãos são os principais alvos desse grupo que tem como objetivo lutar contra a influência ocidental que tem entrado na Nigéria. Nos últimos anos milhares de pessoas têm sido mortas por estes extremistas que estão tentando transformar o país em uma nação islâmica.
Além de vilas povoadas por cristãos, o Boko Haram também ataca igrejas, quer sejam evangélicas ou católicas, sempre deixando mortos e feridos.
Muitas pessoas já se mudaram para o sul da Nigéria tentando fugir da violência. No local escolhido para este ataque também tinha alguns cristãos que estavam fugindo na região Norte com medo da ação deste grupo. As informações são do Estadão.

Extremistas muçulmanos ameaçam sequestrar mulheres cristãs na Nigéria

O grupo extremista islâmico Boko Haram fez novas ameaças aos cristãos do norte da Nigéria, agora eles avisaram que vão começar a sequestrar as mulheres cristãs para forçar as famílias a se mudarem da região.

“Estamos planejando e vamos colocar em ação novos planos para atacar os cristãos e amedrontá-los em nome do Islã.  Nós iremos raptar as mulheres deles”, disse o porta-voz do grupo islâmico.

A intenção deles não é abusar sexualmente dessas mulheres, mas pedir como resgate que a família se mude. Desde o início desse ano o grupo já realizou diversos ataques contra cristãos nigerianos com a intenção de erradicar esses grupos do país.

Até o momento o plano do Boko Haram tem dado certo, pois os nigerianos cristãos, com medos dos ataques, estão deixando o país ou se mudando para o Sul onde a comunidade cristã não sofre ameaças.

Centenas já foram mortos, igrejas foram queimadas e até mesmo um contra-ataque foi feito pelos cristãos para se vingarem dos muçulmanos radicais. O governo não pode intervir e as cenas que se espalham pela região lembram cenas de guerra.

A situação na Nigéria é crítica e por isso é importante que todos os cristãos brasileiros intercedam por nossos irmãos nigerianos que estão sendo alvo desse grupo extremista.

Com informações Portas Abertas

Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br/extremistas-muculmanos-ameacam-sequestrar-mulheres-cristas-da-nigeria/#ixzz1p0FxV7x0