Arquivos do Blog

Igreja faz campanha de oração por chuva e vê milagre acontecer

Centenas de cristãos da cidade de Austin, no Texas, pediram a intervenção divina para aliviar a sua cidade de uma seca sem precedentes. Poucos dias depois de uma campanha maciça de jejum e oração ao longo de uma semana, a chuva caiu.

Os membros das igrejas evangélicas agora oram agradecendo pelo milagre. Obviamente os críticos alegam que foi apenas coincidência.

“Eu acredito que Deus pode fazer grandes coisas e acredito que ele vai fazer chover” afirmava Emily Davis, uma cristã de Austin, em uma entrevista para a rede Fox dias antes da chuva começar.

Para a maioria dos cidadãos da região, não há dúvidas que foi um milagre. Não havia previsão de chuvas. Os dois reservatórios da região, Lago Travis, estão bem abaixo do nível considerado ideal. Mais chuva ainda é necessária nos próximos dias para minimizar os efeitos da seca.

O meteorologista Bob Rose foi consultado e explica que durante o mês de maio em algumas áreas as chuvas foram maiores do que o esperado.

“Falo pelo lado científico agora. Estou olhando para todos os gráficos e vendo como a atmosfera se comporta. A média de chuvas nessa área é de cerca de 12 centímetros. Mesmo assim, em alguns pontos a precipitação foi realmente acima do normal para o mês de maio”, explicou ele à Fox.

O pastor Will David Jr. da Austin Christian Fellowship conta que iniciou semanas atrás uma campanha entre os fiéis para que o maior número de pessoas possível intercedesse pela situação. O movimento cresceu espontaneamente e atraiu milhares de pessoas, membros de várias igrejas da região. Eles estiveram inclusive na câmera de vereadores e convidaram autoridades para se juntar a eles.

O movimento cresceu e chamou atenção da mídia que passou a cobrir a campanha. No dia 22 de maio, membros de diversas igrejas evangélicas da cidade reuniram-se no templo da Igreja batista de Hyde Park para uma maratona de oração. Durante o dia inteiro, liderados pelo pastor Kie Bowman, os fiéis intensificaram suas orações e decretaram um período de jejum. E eles dizem que continuarão orando até a seca passar.

Para o pastor Will David Jr., essa sempre foi uma questão séria. “Quando anunciamos que estávamos orando, usamos o nome de Deus. Era isso que estava em jogo a partir daí”.

Cinco dias depois, uma tempestade caiu na região, com chuva forte o bastante para ajudar a elevar o nível do Lago Travis até quase o mínimo necessário para evitar o racionamento. Com informações The Blaze.

Fonte:GospelPrime

Menino de seis anos de idade opera milagres ao impor as mãos sobre enfermos e orar por cura

Um menino de seis anos de idade tem sido o centro das atenções numa igreja do estado norte-americano da Pensilvânia por impor as mãos sobre enfermos e estes serem curados. Joey, como é chamado o menino, tornou-se uma espécie de canal de milagres quando sua tia estava doente e ele orou por ela de forma espontânea.

A tia de Joey, Mindy, estava debilitada e recusando visitas, quando o menino insistiu para vê-la. Ao encontrá-la, foi sincero e objetivo, segundo sua mãe: “Joey colocou a mão na sua cabeça, e disse: ‘Pai Celestial, peço-lhe para tocar a minha tia Mindy e curá-la, porque sabemos que por suas palavras ela será curada. Obrigado por sua cura em nome de Jesus. Amém”.

A situação de Mindy, até aquele momento, era bastante grave: “Quando chegamos à casa, fiquei chocada com a forma como a minha irmã me olhou. Eu quase não a reconheci. Ela estava tão fraca, que nem sequer conseguiu levantar a cabeça do sofá, onde ela estava deitada e coberta. Ela só abriu os olhos e olhou para nós. A pele estava pálida; Havia círculos escuros sob os olhos afundados, gotas de suor em sua testa, e dava a impressão de que estava morrendo. Joey olhou para ela e disse: ‘Eu vim para orar por você. Eu vou curá-la em nome de Jesus’. Eles apenas se entreolharam em silêncio, como se estivessem tendo uma conversa que ambos entendiam. E ela cedeu”, relatou a mãe do menino.

Segundo ela, durante a oração, o aspecto de debilidade foi sendo substituído por uma aparência mais saudável: “Enquanto ele orava, abri meus olhos e fiquei admirada com a transformação que eu estava presenciando. Foi um milagre. Se eu não tivesse visto isso por mim mesmo, eu não teria acreditado. A cor começou a subir de volta em seu rosto. Seus olhos sem brilho começaram a brilhar. Aquela pessoa que estava fraca demais para levantar a cabeça, agora tinha se sentado”.

A tia do menino, grata pela cura, afirmou ao Charisma News que Joey era a representação da providência divina: “Ele era a resposta às minhas orações”. A jornalista Becky Fischer comentou em seu texto sobre o menino que “é vital que entendamos o potencial de até mesmo as crianças mais pequenas, quando eles são ensinadas sobre a Palavra de Deus, pois quando os dizemos no que crer, eles entregam uma fé muito maior do que todos os adultos”.

Atualmente, pessoas enfermas vão aos cultos da igreja frequentada pela família de Joey e recebem orações do menino, com imposição de mãos, para que sejam curadas.

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Físico americano diz que a vida surge de um milagre

Físico americano diz que a vida surge de um milagre

“Milagre. Os cientistas não têm outra saída, têm que acreditar em Deus. Não existe outra explicação para a criação da vida na terra e do homem.” Foi assim, com toda a tranquilidade e segurança de quem tem uma vida inteira dedicada ao estudo das ciências da terra, da física e da a religião, que o professor Gerald Schroeder apresentou seu entendimento sobre a origem e formação do mundo e dos homens.

Schroeder participa, em São Paulo, da conferência internacional Ciência e Fé podem andar juntas?, que começou ontem, 1 de maio, e se estende até amanhã, dia 3, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo (Auditório Elis Regina).

A conferência foi promovida pelo Instituto Hayah Ciência com Fé, que faz parte do Grupo Sara Nossa Terra. Para Schroeder, não há conflito da religião com a ciência. O diálogo se torna difícil, explica o pesquisador, diante de alguns acontecimentos da história da terra e do homem que a pesquisa não esgota.

Por exemplo o momento em que Deus soprou o Mar Vermelho com intensidade de tornados muito fortes. Abriu as águas e “seguiu soprando por toda uma noite, oito horas seguidas”. Moisés atravessou o que antes era água e pode conduzir o povo judeu em sua fuga do Egito, onde havia sido escravizado por gerações.

Com habilidade para explicar ao público teorias complexas, Schroeder se estendeu por mais de três horas, com um breve intervalo de quinze minutos.

Da primeira fileira de cadeiras vermelhas do auditório, o Bispo Robson Rodovalho, que é físico e estuda o tema abordado na conferência, afirmou: “Nossas expectativas estão mais do que superadas. As pessoas que vieram estão entendendo, participando e se preparando para enfrentar essa discussão mais à frente”.

Rodovalho é presidente da Igreja Sara Nossa Terra e do Instituto Hayah, criado com o propósito de promover e ampliar o debate sobre temas relevantes do ponto de vista do interesse da sociedade.

A conferência do professor Schroeder foi muito além das explicações sobre os marcos da história do mundo que atritam a ciência contra a fé (e vice-versa). O público, em absoluto silêncio, teve oportunidade também de conhecer o que seria a real história do pecado que levou à expulsão de Eva e Adão do paraíso.

Tão logo se aproximou de Eva, a serpente a convidou para comer da maçã proibida. A resposta de Eva: Não posso. Não tenho permissão sequer para tocá-la. Ainda assim, Eva tocou na fruta. Nesse momento, contou o pesquisador, “Adão reeditou a lei”, e a culpa do pecado recaiu sobre Eva. Segundo Schroeder, ao ver Eva tocar a fruta e dizer que nada lhe acontecera, Adão foi adiante e ele mesmo sugeriu provar da maçã proibida. Enfim, história recontada e mulheres aliviadas.

* Colaborou Andrea Michael

Fonte:GospelPrime

Após ser baleado duas vezes na cabeça, adolescente agradece a Deus por recuperação milagrosa

Um adolescente de 13 anos está agradecendo a Deus por sua recuperação milagrosa depois de ser baleado na cabeça duas vezes na semana passada. Gama Droiville, morador do Brooklyn, em Nova York, estava com sua família em uma parada de ônibus quando foi atingido por duas balas perdidas, que perfuraram sua cabeça e olho direito.

Segundo o The Christian Post, Droiville estava no ponto de ônibus com sua tia e seu primo no dia 14 de abril, quando um homem identificado como Kareem Potomont, 21, começou a disparar contra outro homem, de 24 anos de idade, Eduardo Dolphy. Com o tiroteio, as pessoas que estavam na rua começaram a correr para se esconder, mas o garoto foi atingido por dois disparos. Ele foi levado pelos familiares a uma pizzaria próxima do local onde estavam, para se proteger de outros disparos. No caminho, ele disse para seus parentes se tranquilizarem, porque Deus estava ao seu lado.

– Eu entrei em uma loja, me sentei e disse a todos para relaxar, porque Deus está comigo – afirmou o menino, ao Canal 7 Eyewitness New.

Ele foi levado para o Hospital Kings County, onde passou por uma cirurgia de emergência. Após a cirurgia, ele disse aos repórteres que motivou a si mesmo, baseando-se em sua fé.

– Eu disse a mim mesmo que o diabo queria me matar, mas que Deus não vai deixar isso acontecer – afirmou Gama Droiville.

Ao darem alta para Droiville, os médicos disseram que ele pode ver normalmente com seu olho esquerdo, mas eles não têm certeza se a visão em seu olho direito vai voltar.

– Ele tem uma inflamação e está em fase de cicatrização. Nós não podemos dar um prognóstico exato, é um pouco cedo demais para dizer- disse o médico Douglas Lazzaro, chefe da oftalmologia no Kings County, acrescentando que o comportamento de Gama foi uma “inspiração” para o pessoal do hospital.

O responsável pelos disparos fugiu da cena do crime após acertar o garoto, mas foi preso na última sexta feira. Ele foi acusado de tentativa de homicídio, assalto e porte ilegal de armas. Droiville agradeceu à Polícia de Nova York pela captura de Potomont, mas disse que o perdoa.

– Na Bíblia, Deus diz para perdoar as pessoas. A vingança não é uma coisa boa – afirmou o garoto.

Por Dan Martins | Fonte:Gospel+

Bruna Karla lança clipe com testemunho do nascimento de seu filho, Benjamin; Assista

A cantora Bruna Karla lançou na última quinta-feira, 17 de abril, seu novo clipe, “Deixar a Lágrima Rolar”.

A música é parte do repertório do álbum “Aceito o Teu Chamado”, lançado pela MK Music em 2012.

No início do vídeo, uma mensagem que alerta sobre a veracidade da história contada no clipe dá o teor das cenas que mostram “momentos de angústia e dor vividos pela cantora e sua família”.

De acordo com a nota da gravadora, Bruna Karla “sentiu o desejo de compartilhar seu testemunho”, que envolve o nascimento de seu filho, Benjamin.

“Antes mesmo de estrear, a emoção tomou conta. Assistimos ao clipe no estúdio da gravadora e deixamos a lágrima rolar… É uma história forte, de muitas batalhas, mas acima de tudo, muita fé. Minha família nunca se abateu perante às lutas. Sempre acreditamos e confiamos no Senhor. Isso foi primordial em nossas vidas. Hoje, realizar o sonho de ser mãe é mais uma das provas do carinho de Deus. O Benjamin é fruto do milagre e de orações. Ele foi muito aguardado. Ele é o nosso presente! Espero que este clipe reaviva a fé de muitos que estão abatidos. Pois o Senhor quer transformar suas lágrimas em alegria. Você também pode testemunhar a unção d’Ele em sua vida, seus sonhos e planos”, comentou Bruna Karla.

O clipe foi gravado em Orlando, Flórida, nos Estados Unidos, com roteiro de Alomara Andrade e direção de Dayane Andrade. A música é uma composição de Emerson Pinheiro e Klênio, e o lyric video lançado em 2013 superou a marca de 1 milhão de visualizações.

Assista o novo clipe de Bruna Karla:

“Deixar a Lágrima Rolar”

Por Tiago Chagas | Fonte:Gospel+

Jovem diagnosticada com morte cerebral desperta após família reunir-se para cantar hinos no hospital

A família de uma adolescente com morte cerebral declarada pelos médicos acreditou que um milagre era possível e se reuniu para cantar hinos no quarto onde a jovem estava internada. O resultado do gesto de fé vem sendo noticiado pelos maiores portais de comunicação dos Estados Unidos: a adolescente despertou e já começa a arriscar algumas palavras.

A imprensa não titubeou em descrever o fato como um verdadeiro milagre, pois Lexi Hansen, 18 anos, estudante, tinha apenas 5% de chance de sobreviver quando deu entrada no hospital após ser atropelada enquanto andava de longboard.

“Quando a trouxe, os médicos deram-lhe menos de uma chance de 5% de sobrevivência”, disse Doug Hansen, o pai de Lexi. “Eles nos disseram para ligar para a nossa família e levá-los aqui rapidamente, porque ela não ia durar muito tempo”, acrescentou.

Com severos danos cerebrais, Lexi passou por testes que acusaram morte cerebral, mas os pais da jovem optaram por não desligar os aparelhos. Após vários dias, a jovem despertou no último domingo, 09 de março, enquanto seus familiares cantavam hinos ao seu redor.

“Nós tivemos a experiência mais incrível hoje”, escreveram seus familiares na fanpage “Ore por Lexi”, no Facebook. “Lexi abriu os olhos e os manteve aberto durante quase uma hora enquanto nós cantamos hinos a ela como uma família. Enquanto estávamos cantando, ela gesticulou ‘Eu te amo’, movendo o braço em torno de modo que todos pudessem ver. Ela, então, pegou as mãos de cada pessoa individualmente para que ela pudesse espremê-los. Dificilmente poderíamos cantar devido às lágrimas escorrendo pelo nosso rosto. Sabíamos que estávamos presenciando um milagre”, diz a nota.

A mãe de Lexi, Marcia Hansen, descreve sua filha como uma lutadora: “Cada dia é um milagre, todos os dias. Foi um zero por cento, quando ela foi encontrada, então de 1% no dia seguinte. Agora ainda há algumas coisas que não temos certeza de, mas quase tudo é positivo”, comemorou.

 No dia seguinte ao despertar, Lexi teve o tubo de respiração retirado e agora já consegue respirar sem a ajuda de aparelhos. Segundo o LifeNews, ela começou a falar e iniciará a fisioterapia.
Por Tiago Chagas |Fonte: Gospel+

Pastor é apunhalado por extremistas islâmicos e sobrevive milagrosamente

Em Kasur, província de Punjab (Paquistão) um pastor protestante foi apunhalado por fundamentalistas islâmicos e sobreviveu por um milagre segundo informa o site Protestante Digital que não divulgou a data dessa tentativa de assassinato.

Tudo o que se sabe é que, sem razões aparentes, dois muçulmanos atingiram o pastor com facadas no abdômen e ele precisou ser levado com urgência para o hospital, passando dias entre a vida e a morte de acordo com relatos da ONG paquistanesa “Legal Evangelical Association Development” (LEAD).

Esse tipo de crime ocorre frequentemente e são motivados pelo “ódio religioso, por acusações de proselitismo ou simplesmente porque os cristãos são vistos com ódio pelos fundamentalistas islâmicos”, dizem autoridades paquistanesas.

A polícia já identificou os dois suspeitos, Ghulam Muhammad e Ashfaq Rassol, que ainda não foram presos e continuam sendo procurados pela justiça. A LEAD, por sua vez, já apresentou uma denúncia oficial pedindo a prisão dos culpados afirmando que a família do pastor está aterrorizada.

Enquanto isso os fiéis da igreja e outros cristãos daquele país se revezam em oração pedindo pela cura do pastor para que “sua missão de anunciar o Evangelho possa continuar”. Esses cristãos pedem que os cristãos de todo o mundo orem pela Igreja Perseguida do Paquistão.

Com informações Protestante Digital

Fonte:GospelPrime

Red Bull satiriza milagre de Jesus em comercial

Mais um comercial divulgado na TV e também na internet incomodou cristãos do Brasil. Dessa vez é a propaganda do energético Red Bull que mostra Jesus andando sobre as águas e ensinando aos seus discípulos que na verdade está pisando sobre pedras.

Com o nome de “Nazaré” a peça publicitária de pouco mais de 30 segundos mostra Jesus em um barco com dois discípulos, se mostrando cansado ele se levanta e começa a andar sobre as águas. Pedro questiona como ele consegue andar e o segundo discípulo explica que o Mestre tinha tomado Red Bull, mas Jesus diz que não foi aquilo e que ele estava pisando em pedras.

Os evangélicos se revoltaram e estão fazendo campanhas para que a marca retire o comercial do ar. O pastor Rogério Silva, na Assembleia de Deus Ministério New Life, em Campinas, comentou o caso: “Negar os milagres de Jesus ridicularizando-o é uma afronta a comunidade cristã e um desafio ao próprio Deus”, disse ele para o blog Sandoval O Protestante.

No bog Assem-Bereia de Deus o autor comenta o comercial e diz que o vídeo ridiculariza a imagem de Cristo, mas os evangélicos não vão aos tribunais protestar contra isso, como fazem os militantes gays quando se sentem ofendidos com os dizeres da Palavra de Deus.

“Jesus não deixará de ser Jesus por causa de um fracassado espiritual que burlou esse infeliz comercial. Os crentes não deixarão de pregar Cristo como Senhor e Salvador por causa da existência de pessoas inimigas do Evangelho”, escreve.

Mas mesmo sem protestar na justiça o autor do A-BD pede respeito e que os autores do vídeo revejam suas atitudes. “Além de cristãos, somos cidadãos e exigimos respeito, assim como eles também querem. Nossa fé não é abalada por causa de comerciais inúteis como este, e nossa fé é intocável”.

Assistas ao comercial:
http://www.redbull.com.br/cs/RedBull/flash/socialmedia/RBPlayer.swf?data_url=http://www.redbull.com.br/cs/Satellite?c%3DRB_Video%26cid%3D1243149425227%26locale%3D1237405395626%26p%3D1242780430030%26pagename%3DRedBullBR%2FRB_Video%2FVideoPlayerDataXML&quality=low&on_redbull=yup&primary_up_color=0xDD013F&primary_over_color=0x0C2044&primary_down_color=0x0C2044&secondary_up_color=0xDD013F&secondary_over_color=0x0C2044&secondary_down_color=0x0C2044&num_analytics_intervals=5