Arquivos do Blog

Rachel Scheherazade desmente que tenha sido afastada do SBT e afirma que continuará falando o que pensa: “Quando eu não falar, saberão que a censura venceu”

A jornalista Rachel Scheherazade interrompeu suas férias para negar que a folga concedida pelo SBT fosse na verdade, um afastamento de suas funções por conta de pressões feitas pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB).

A polêmica se iniciou quando a jornalista disse compreender a atitude dos “justiceiros” que algemaram um “marginalzinho” menor de idade a um poste por suspeita de participação em roubos. O comentário rendeu aplausos e críticas de telespectadores e internautas. Para Feghali, a jornalista fez incitação ao crime, e pediu ao governo que a verba publicitária destinada ao SBT fosse suspensa.

Diante desse cenário, as férias da jornalista evangélica foram interpretadas como afastamento, e muitos internautas chegaram a dizer que o SBT não queria perder dinheiro ou sofrer sanções do governo.

“Mais uma vez desfazendo boatos. Estou de férias e volto à bancada do ‘SBT Brasil’ no dia 14 de abril (segunda-feira)”, escreveu Rachel em sua página no Facebook. Em entrevista à Folha de S. Paulo, revelou que a folga havia sido programada desde antes da polêmica: “Estou de férias (12 dias) no Nordeste! Já estavam programadas há três meses. Volto segunda-feira, se Deus quiser”.

Rachel ainda pontuou que manterá seu estilo, polêmico e contundente, de comentar os fatos que são narrados pela reportagem da emissora: “Continuarei. E quando não mais eu falar, vocês saberão que a censura venceu a liberdade de expressão!”.

Por Tiago Chagas | Fonte: Gospel+

Volto ao SBT se Deus quiser, diz Rachel Sheherazade

Em entrevista à Folha de São Paulo a jornalista Rachel Sheherazade negou que esteja afastada do SBT por conta da pressão política que a emissora de Silvio Santos está sofrendo de partidos de esquerda.

A âncora do “SBT Brasil” disse que pegou férias e que volta ao comando do jornal na próxima segunda-feira. “Estou de férias (12 dias) no Nordeste! Já estavam programadas há três meses. Volto segunda-feira, se Deus quiser.”

Os rumores da imprensa eram que o SBT foi obrigado a afastá-la para não perder a verba pública de publicidade. O pedido para cancelar a verba do canal partiu da deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) que fez representação junto à Procuradoria Geral da República (PGR) contra a jornalista.

Feghali afirma que durante o comentário sobre o caso do menor infrator que foi amarrado em um poste no Rio de Janeiro, a jornalista fez apologia ao crime. Sheherazade já se defendeu dizendo que não apoiou o ato, mas que disse ser “compreensível” a atitude da população diante da ineficiência do Estado.

Apesar de toda a polêmica envolvendo seu nome, Rachel não pretende deixar de dar sua opinião. “Continuarei. E quando não mais eu falar, vocês saberão que a censura venceu a liberdade de expressão!”.

O SBT também desmentiu o afastamento e disse que adiantou as férias da jornalista para que ela possa participar da cobertura da Copa do Mundo que acontece em junho.

Fonte:GospelPrime