Presbítero da Assembleia de Deus paga R$ 2 para abusar de menina de seis anos

Na segunda-feira (27) moradores da Vila de Santa Tereza, em Belford Roxo, Rio de Janeiro, foram surpreendidos com uma denúncia de abuso sexual praticado por um dos moradores mais antigos que era muito respeitado por ser presbítero da Assembleia de Deus do bairro.

Franezio Eleotério de Oliveira, 79 anos, pagou R$2 para abusar de uma menina de seis anos. Ao ser pego em flagrante o homem foi levado para a Delegacia Especial de Atendimento Mulher (Deam) sob acusação de estupro de vulnerável.

Tudo aconteceu na tarde da segunda, quando a menina foi até a casa do presbítero para pagar uma dívida de R$10 a pedido de sua mãe. Segundo relatos, quando a garota entrou na casa de Oliveira ele estava deitado na cama e oferece R$2 para que a garota levantasse a blusa e deixasse ele tocá-la.

Quando voltou para casa com o dinheiro a mãe da menina perguntou como ela conseguiu aquele valor e ela contou que foi um presente do irmão Franezio. Desconfiada, a mãe foi até a casa do presbítero e no meio do caminho a criança começou a chorar e contou a história.

De acordo com o jornal Extra a mãe da menina chegou a pegar uma faca para tentar matar o abusador. “Cheguei a pegar uma faca em casa. Quase fiz uma besteira, mas consegui colocar a cabeça no lugar e liguei para a polícia”, disse a dona de casa.

A menina foi submetida a exames periciais e foi confirmado que houve abuso. “Não houve conjunção carnal, mas houve um ato libidinoso”, disse a delegada Soraia Vaz de Sant’Ana da Deam. Na terça-feira a garota ainda se queixava de dores no local, que estava roxo.

Na delegacia, Oliveira confessou o crime e admitiu que caso a mãe da criança não o denunciasse ele ficaria impune. “Se a mãe não denunciasse, eu ficaria impune e agiria como se nada tivesse acontecido. Ela é uma criança e sei que o que fiz foi errado. Mas confio em Deus para que eu nunca mais faça isso”, disse.

Os moradores de Vila Santa Tereza ficaram assustados e custaram a acreditar no fato, já que além de ser presbítero o homem tinha grande credibilidade no bairro. “Ele era uma pessoa prestativa, que nunca tinha feito mal a ninguém. Fiquei chocada”, afirmou a doméstica Maria do Carmo Valentim Souza, de 50 anos.

Mas a acusação fez com que outra vítima de Franezio tomasse coragem para denunciá-lo. Viviane Vasconcelos Santos, de 18 anos, disse que há três anos foi até a casa do presbítero com uma amiga e que ele tentou passar a mão em seu corpo.

“Ele alisou minhas pernas. Aí, dei dois tapas na cara dele e saí de lá. Só não contei nada na época porque fiquei com medo que o meu pai fizesse uma besteira”, conta a jovem.

Anúncios

Sobre Click Gospel

O Seu portal de Notícias Gospel

Publicado em 29/02/2012, em Notícias e marcado como , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: